Publicidade
Publicidade
Publicidade

imóveis para investir

Apartamentos de dois dormitórios são os mais vendidos em São Paulo

Os apartamentos de dois dormitórios foram os mais vendidos em São Paulo nos últimos três anos, segundo dados da plataforma imobiliária digital VivaReal. Esse tipo de imóvel representou 60% de todas as unidades vendidas na cidade.

Entre outubro de 2014 e setembro de 2017 foram lançadas 44.460 unidades de dois dormitórios em São Paulo. Dessas, 14.264 não foram vendidas –uma taxa de 32%.

Esse percentual é similar ao dos apartamentos de um dormitório não vendidos (33%), com a diferença de que foram lançadas apenas 17.607 unidades do tipo nesse mesmo período.

Márcio Kato/Divulgação
Peugeot 208 passa a trazer câmbio automático de seis marchas
Apartamento decorado do Nun Vila Nova, empreendimento da Helbor na Vila Nova Conceição

Compradores de imóveis de dois dormitórios buscam apartamentos compactos -90% dos imóveis do tipo vendidos tinham áreas entre 41 m² e 50 m².

"Esse perfil mais compacto tem se tornado mais comum, tanto por questão econômica quanto social. Cada vez mais vemos solteiros, casais sem filhos, idosos, pessoas que se divorciam e até executivos em busca desse tipo de imóvel", afirma Lucas Vargas, CEO do VivaReal.

Para quem busca um imóvel para investimento, tamanho é um fator importante. "Não necessariamente os imóveis menores têm valor relativo do aluguel melhor, mas tendem a ter uma demanda maior por locação, o que, no fim, pode elevar o valor de locação em relação ao valor de venda", diz Vargas.

Localização e boa oferta de mobilidade são os principais fatores citados por quem quer investir. "Estar próximo do metrô e das regiões que concentram os postos de trabalho é crucial. Os apartamentos que oferecem boa mobilidade têm um aluguel em torno de 40% a 50% maior do que um apartamento no miolo de um bairro", diz Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP (sindicato do mercado imobiliário).

Na hora de comprar é preciso também observar a oferta de imóveis na região, diz João Henrique, diretor da Lopes. Se estiver muito alta, pode ser difícil revender o apartamento com lucro atraente. Além disso, o preço do imóvel faz toda a diferença para o sucesso do negócio. A recomendação é pesquisar bem e comparar preços e condições.

Segundo Petrucci, hoje há mais investidores que compram imóveis para incorporar ao seu patrimônio e alugar do que aqueles que compram para revender.

Publicidade
Publicidade
Publicidade