Publicidade
Publicidade
Publicidade

Reforma põe três paredes abaixo e ilumina apartamento dos anos 1970

Construído na década de 1970, este apartamento de 157 metros quadrados no Itaim Bibi, zona oeste de São Paulo, nunca havia passado por uma reforma. "O imóvel estava muito mal conservado. Tivemos que trocar todos os revestimentos", conta a arquiteta Sarah Bonanno, sócia do escritório Tria Arquitetura, responsável pelo projeto.

A maior mudança veio com a demolição de três paredes que separavam a área de serviço, a cozinha, a copa e a sala de estar. "Era tudo muito segmentado. Quisemos deixar os espaços bem integrados para estimular o convívio dos moradores, um casal e seus dois filhos pequenos", afirma Bonanno.

A lavanderia perdeu alguns metros quadrados, e a cozinha, que antes tinha o formato de corredor, foi expandida e interligada aos outros ambientes. A mudança aumentou a iluminação natural dos cômodos e a ventilação cruzada –de uma face do apartamento para a outra.

Para fazer as demolições, o primeiro cuidado foi olhar a planta do imóvel. Em seguida, um pedreiro foi chamado para remover uma faixa horizontal do reboco de cada parede para verificar se eram estruturais. "Em imóveis antigos, não dá para confiar na planta, porque elas podem estar desatualizadas", afirma a arquiteta.

Como a cozinha se uniu ao espaço social do apartamento, os armários foram revestidos com a mesma madeira usada nos móveis da sala. O piso de porcelanato, porém, não ultrapassou a copa, onde começam os ladrilhos hidráulicos com estampa geométrica. "A ideia foi deixar a cozinha arrumada, mas com um ar descontraído."

Veja abaixo como era e como ficou o imóvel.

Publicidade
Publicidade
Publicidade