Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 

Kennedy Alencar

 

07/10/2011 - 16h07

Kassab e o fator Meirelles

O Datafolha mostrou em setembro que vai mal a imagem de administrador de Gilberto Kassab. O prefeito de São Paulo tem apenas 15% de avaliação ótima ou boa. Para 42% dos paulistanos, ele é um prefeito péssimo ou ruim. E 36% o consideram regular.

Mas, na articulação política, Kassab tem se revelado um craque. Um dos fatos políticos do ano foi a criação do PSD, uma enorme janela de infidelidade que Kassab costurou para deixar o DEM.

O PSD acomoda oposicionistas históricos do PT que desejam aderir ao governo Dilma Rousseff e situacionistas que estão sem espaço em seus partidos.

A última jogada política do prefeito de São Paulo é a filiação ao PSD de Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central. Kassab aposta na candidatura do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), a prefeito da capital. Mas Meirelles é um plano B a ser considerado seriamente, ainda mais numa eleição que promete ter caras novas e que pode ter desfecho surpreendente.

Há quem diga no PSD que Meirelles poderá ser candidato a presidente em 2014. Imodéstia e ambição para isso não faltam ao ex-presidente do Banco Central.
*
SONHO

Meirelles tem se queixado do governo Dilma. A presidente não o quis no BC, apesar do conselho de Lula para mantê-lo no cargo. Nos projetos que envolvem a Copa e as Olimpíadas, ele tem sido pouco ouvido. Sente-se menosprezado por Dilma.

O ex-presidente do BC nunca escondeu seu desejo de ser candidato a presidente. Em 1997, teve reunião com peemedebistas. Naquele encontro, disse que se só filiaria à legenda com a garantia de concorrer ao Palácio do Planalto no ano seguinte. Claro que as raposas não toparam.

Meirelles sonhou ser candidato à sucessão de Lula em 2010. Teve conversas com empresários de São Paulo a respeito desse projeto. Filiou-se ao PMDB para tentar esse voo. Mas, sem apoio, investiu na possibilidade de ser vice de Dilma. Também não deu certo. Mais uma vez o PMDB lhe disse não. Quem sabe o PSD de Kassab realize seu desejo.

Kennedy Alencar

Kennedy Alencar escreve no site às sextas. Na rádio CBN, é titular da coluna "A Política Como Ela É", que vai ao ar no "Jornal da CBN" às 8h55 de segunda a sexta. Na RedeTV!, apresenta os programas "É Notícia" e "Tema Quente".

 

As Últimas que Você não Leu

  1.  

Publicidade

Livraria da Folha

1499

1499

Reinaldo José Lopes

Comprar
Por que o Brasil É Um País Atrasado?

Por que o Brasil É Um País Atrasado?

Luiz Philippe de Orleans e Bragança

Comprar
Viva La Revolución

Viva La Revolución

Eric Hobsbawm

Comprar
Tirando de Letra

Tirando de Letra

Wilma Moura, Chico Moura

Comprar

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página