Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 

tales andreassi

 

22/09/2012 - 19h49

Empreender não é para qualquer um

De tempos em tempos aparecem palavras mágicas em administração. Se qualidade e reengenharia já reinaram absolutas na agenda dos executivos do passado, hoje a palavra da moda é empreendedorismo. Mas empreender não é para qualquer um.

O primeiro passo do futuro empreendedor está mais ligado ao autoconhecimento do que ao empreendimento em si. Vou conseguir viver sem salário pingando todo fim de mês? Consigo trabalhar sem a infraestrutura de uma grande corporação? Terei clientes? Essas são algumas questões a se colocar.

Uma das principais queixas dos empreendedores é a solidão. Em uma grande empresa, decisões são tomadas em consenso e embasadas por uma série de pesquisas de mercado que minimizam o risco de uma decisão errada. No mundo do empreendedor, na maioria dos casos isso não existe. Pesquisas são caras e, muitas vezes, as decisões são tomadas com base na intuição e na experiência.

Outro problema é lidar com os clientes. Certa vez, conversei com um empreendedor que tinha acabado de vender sua livraria. Não aguentou a pressão dos clientes, pois já não conseguia dormir pensando nas reclamações.

Há também a questão do risco. Ninguém em sã consciência gosta de se arriscar à toa, mas o empreendedor deve cultivar essa capacidade --do contrário dificilmente seu negócio irá prosperar.

Mas, como tudo na vida, há sempre o outro lado: nada mais fascinante do que ver que aquele negócio que começou na garagem de casa, junto com aqueles amigos nerds e no qual ninguém botava fé, cresceu e hoje está aí, espalhado pelo mundo.

tales andreassi

Tales Andreassi é mestre pela Universidade de Sussex e doutor em administração pela USP. É professor e coordenador do Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da FGV-SP, onde ensina empreendedorismo e inovação. Escreve aos domingos, a cada duas semanas.

 

As Últimas que Você não Leu

  1.  

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página