Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
08/05/2004 - 21h35

"NYT" diz que excesso de álcool afeta Lula

Publicidade

da Folha de S.Paulo

O jornal "The New York Times", o principal dos EUA e um dos mais influentes do mundo, publica na página 6 da edição deste domingo (9) uma reportagem com o título "Hábito de bebericar do presidente vira preocupação nacional", na qual descreve supostos excessos alcoólicos de Luiz Inácio Lula da Silva. O texto é acompanhado por uma foto de Lula, do ano passado, bebendo cerveja na Oktoberfest.

A Secretaria de Imprensa da Presidência afirmou no sábado que o texto "não é jornalístico", mas uma manifestação de "calúnia, difamação e preconceito". O governo só deve se pronunciar sobre as medidas a respeito da reportagem do "NYT" na segunda-feira. A Folha apurou que o Palácio do Planalto deve acionar o jornal na Justiça.

O longo texto, escrito por um dos correspondentes do jornal no Brasil, Larry Rohter, compara o suposto hábito de "tomar bebidas fortes" de Lula ao de Jânio Quadros (1917-1991) e afirma que a inesperada renúncia do então presidente em 1961 conduziu o país ao golpe militar de 1964.

O texto diz ainda que o presidente freqüentemente aparece em fotos com um copo na mão e com os olhos e as bochechas vermelhas, mas que poucas pessoas ousam expressar suas opiniões sobre esse assunto em público.

O jornal menciona também diversas gafes cometidas pelo presidente, entre as quais a declaração de que a capital da Namíbia era tão limpa que "não parecia fazer parte de um país africano".

Ao "NYT", o Palácio do Planalto afirmou que não daria uma resposta formal "a acusações sem fundamento". Segundo a versão oficial, a história de que Lula bebe em excesso "é um misto de preconceito, desinformação e má fé".

Leia mais
  • Presidência poderá entrar com ação judicial
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página