Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
02/11/2004 - 08h28

João Henrique tem encontro amanhã com Lula

Publicidade

LUIZ FRANCISCO
da Agência Folha, em Salvador

O prefeito eleito de Salvador, João Henrique Carneiro (PDT), 45, quer aproveitar sua audiência amanhã com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para iniciar um "namoro" com o governo federal.

Ontem, um dia após conquistar o maior percentual de votação em todo o país no segundo turno (74,69%), Carneiro confirmou que vai pedir à executiva regional para que os prefeitos eleitos pelo PDT se aproximem do governo federal --o partido faz oposição sistemática ao presidente Lula.

"Não há nenhuma novidade nessa eventual aproximação. Os governadores Geraldo Alckmin e Aécio Neves, que também pertencem a um partido de oposição ao governo federal [PSDB], já conseguiram essa abertura", disse João Henrique. Ele também afirmou que já manteve contato com o prefeito reeleito de São Luís, Tadeu Palácio (PDT), que também é favorável à reaproximação com o governo federal.

Na sucessão de Salvador, João Henrique derrotou o senador César Borges (PFL), que contou com o apoio do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL).

Em Brasília, além do encontro com o presidente Lula, marcado para amanhã, Carneiro também vai se reunir com os ministros Olívio Dutra (Cidades), Humberto Costa (Saúde) e Ciro Gomes (Integração Nacional).

"Depois, vou a São Paulo fazer um agradecimento especial ao governador Geraldo Alckmin, que esteve em Salvador apoiando a minha candidatura."

Cansado pela maratona eleitoral --o prefeito eleito ainda participou da festa pela vitória na madrugada de ontem--, João Henrique disse que os 15 partidos que participaram de sua coligação vão integrar a futura administração municipal. "Todos os partidos têm experiências positivas em grandes cidades. Então, nada melhor do que reunir estas experiências em um único município." Entre os partidos estão o PT, o PSB e o PTB, que tiveram candidatos derrotados no primeiro turno.

Cauteloso, o prefeito eleito evitou falar sobre uma eventual composição do seu secretariado. "Somente vou pensar nisso na próxima semana, quando faremos uma reunião do conselho político."

Depois de visitar três emissoras de televisão da Bahia, Carneiro disse que teria interesse em trazer para Salvador o Fórum Social Mundial, evento que tradicionalmente acontece em Porto Alegre.

"Sei que o Fogaça [José Fogaça, prefeito eleito de Porto Alegre] já disse que pretende realizar o fórum em Porto Alegre, mas, se houver interesse da parte dele, acho uma boa idéia se pudéssemos realizar o evento nas duas cidades, simultaneamente, de maneira compartilhada", disse.

Derrotado em Salvador, o senador César Borges reassume as suas atividades em Brasília amanhã à tarde. "Como cidadão e como senador, tenho a obrigação de continuar vigilante nas questões fundamentais para a cidade", disse Borges, que disse que iria assinar a CPI do caso Waldomiro Diniz.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página