Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/04/2005 - 19h16

Gushiken sai em defesa de Romero Jucá

Publicidade

FABIANA FUTEMA
da Folha Online

Depois do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi a vez do ministro Luiz Gushiken (Secretaria de Comunicação de Governo e Gestão Estratégica) defender seu colega da Previdência, Romero Jucá.

Gushiken declarou nesta segunda-feira que as acusações contra Jucá não estão prejudicando a imagem do governo Lula. "Se isso [denúncia] afeta ou não, é uma discussão que é feita mais pela imprensa dentro do regime democrático. Acho normal. O que é importante é que cada ministro leve à frente as políticas que o presidente determinou."

O ministro da Previdência é acusado de oferecer fazendas que não existem como garantia a um empréstimo contraído no Basa (Banco da Amazônia), além de estar envolvido em denúncias de abuso de poder econômico na eleição de 1994 e desvio de recursos públicos.

"O Romero Jucá tem reiteradamente explicado e justificado essas denúncias. E tem entregue ao procurador [geral da República], Claudio Fonteles, suas justificativas. Agora, cabe ao procurador dar a palavra final sobre o andamento do processo. É convicção do ministro Jucá que isso não terá andamento porque as críticas são infundadas", disse Gushiken.

Gushiken afirmou que não questiona a capacidade de Jucá executar suas tarefas à frente da Previdência. "Eu considero que ministro Palocci [Fazenda] e o ministro Jucá estão acima de qualquer suspeita com relação à capacidade de exercer a função para qual eles foram escolhidos."

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre as acusações contra Jucá
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página