Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/03/2010 - 13h17

Temer diz que Dilma ganhou "espaço definitivo" na vida política do Brasil

Publicidade

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

Apontado como o nome do PMDB para disputar a vice-presidência da República na chapa da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), o deputado Michel Temer (SP) disse nesta terça-feira que a pré-candidata do PT ao Palácio do Planalto "encarna" todas as qualidades femininas para chegar ao comando do país. Temer disse que Dilma ganhou "espaço definitivo" na vida política do Brasil.

"Eu acho que sua excelência, a ministra Dilma Rousseff, encarna tudo isso que eu estou a dizer, a significar. Se eu nada dissesse, bastaria olhar para a ministra e todos diríamos: a mulher ganhou seu espaço definitivo na vida pública administrativa do nosso país", afirmou.

Aliado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse que Dilma "é um símbolo da capacidade da mulher de assumir as maiores responsabilidades políticas e administrativas, com extraordinário brilho e dedicação à sua tarefa".

As declarações de Temer e Sarney foram feitas em sessão do Congresso Nacional em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Como Dilma estava presente, o evento se transformou num desagravo ao nome da petista para disputar o Palácio do Planalto --apesar da senadora Marina Silva (AC), pré-candidata do PV à Presidência, também estar presente na sessão.

Por ser ministra, Dilma sentou ao lado de Temer e Sarney na cerimônia. Marina, por sua vez, ocupou uma cadeira na última fileira do plenário da Casa enquanto a ministra discursava.

No discurso, Dilma disse que o Brasil está preparado para eleger a primeira presidente da República mulher no país. Segundo a ministra, as mulheres têm qualidades "indispensáveis" para a política nacional.

"As mulheres são sensíveis, isso é qualidade. São práticas, sensatas e objetivas, isso é indispensável na política. E as mulheres são fortes, não se curvam à dor, aguentam os sacrifícios e não os temem. Sempre me perguntam se uma mulher está preparada para ser presidente. Eu digo que o Brasil está preparado para ter uma mulher presidente, e as mulheres também estão preparadas para isso", afirmou.

Oposição

Em contraponto às homenagens a Dilma, a senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) fez duras críticas à pré-candidata petista. Vice-presidente do PSDB, Serrano disse que o simples fato de uma candidata ser mulher não significa que ela terá condições de exercer papel positivo no comando do país --já que a parlamentar defende a candidatura do governador José Serra (PSDB-SP) à Presidência da República.

"A escolha do próximo presidente não deve se pautar em questões de gênero. Mas em quem tiver qualidade de implantar as melhores políticas no país. É importante analisar a credibilidade do candidato. É preciso votar em alguém que seja líder, que, independentemente do sexo, tenha experiência para realizar ações efetivas em prol do povo brasileiro", afirmou.

A senadora disse que as mulheres querem no poder "aquele que puder desenvolver projetos" para a nação, e "não aquilo que tenha como base mensalões, corrupções, e tudo o que a mulher condena em toda a sua vida".

Serrano disse que a ex-primeira dama Ruth Cardoso, mulher do ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso, é o grande exemplo de mulher na história recente do país.

"Dona Ruth Cardoso fez mudanças nesse país, mostrou como é possível fazer com que os jovens tenham melhores condições de vida. Esse tipo de mulher é que nós queremos. É possível, sim, fazer política diferente daquilo que aí está. Duvido que alguma mulher aqui queria a política que estamos vendo."

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página