Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/11/2006 - 11h49

Brasil cai uma posição no Índice de Desenvolvimento Humano

Publicidade

da Folha Online

O Brasil caiu uma posição no ranking do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de 2003 para 2004, segundo estudo divulgado nesta quinta-feira pelo Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). Neste período, a posição do Brasil no ranking recuou de 68ª para 69ª.

O ranking considera 177 países e territórios avaliados pelo Pnud. O índice reúne os indicadores de educação, esperança de vida ao nascer e PIB per capita dos países.

Os cinco melhores colocados nesse ranking são: Noruega (1º), Islândia (2º), Austrália (3º), Irlanda (4º) e Suécia (5º).

Abaixo do Brasil estão a Colômbia (70º), Santa Lúcia (71º), Venezuela (72º), Albânia (73º) e Tailândia (74º), por exemplo.

Apesar da queda no ranking, o IDH brasileiro cresceu de 2003 para 2004: passando de 0,788 para 0,792. Esse resultado mantém o país entre as 83 nações de médio desenvolvimento humano (IDH entre 0,500 e 0,799). O país fica fora, entretanto, do grupo de 63 nações de alto desenvolvimento humano. A Noruega está no topo dos países de alto desenvolvimento humano: IDH de 0,965.

América Latina e Caribe

De acordo com o RDH (Relatório de Desenvolvimento Humano), 13 países da América Latina e do Caribe têm desempenho superior ao IDH brasileiro, entre eles México (53º no ranking, IDH de 0,821), Cuba (50º no ranking, IDH de 0,826), Uruguai (43º no ranking, IDH de 0,851), Chile (38º no ranking, IDH de 0,859) e Argentina (36º no ranking, IDH de 0,863).

Outras 17 nações da região ficam abaixo do Brasil no ranking, como Venezuela (72º, IDH de 0,784), Peru (82º, IDH de 0,767), Paraguai (91º, IDH de 0,757), Jamaica (104º, IDH de 0,724) e Haiti, o pior da América Latina e do Caribe (154º, IDH de 0,482). No mundo, o índice mais baixo é o de Níger, na África (177º, IDH de 0,311).

O relatório

Os relatórios sempre se referem ao IDH de dois anos antes. O IDH é a síntese de quatro indicadores: PIB (Produto Interno Bruto) per capita, expectativa de vida, taxa de alfabetização de pessoas com 15 anos ou mais de idade e taxa de matrícula bruta nos três níveis de ensino (relação entre a população em idade escolar e o número de pessoas matriculadas no ensino fundamental, médio e superior).

Do relatório de 2005 para o de 2006, a principal mudança no cálculo do IDH ocorreu nesse último indicador. Em edições anteriores, os dados de 32 países (como Brasil, Argentina, Reino Unido e Suécia) incluíam os números dos programas de educação para adultos. Agora, esses dados foram excluídos, para tornar mais precisas as comparações com outros países.

Leia mais
  • Leia a íntegra do Relatório do Desenvolvimento Humano 2006
  • Saneamento básico atinge 75% da população brasileira, diz Pnud
  • Relatório do Pnud mostra que Brasil reduziu desigualdade e pobreza

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o IDH
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página