Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/11/2004 - 17h22

Para Eletros, acordo com China pode prejudicar indústria nacional

Publicidade

da Folha Online

A Eletros (Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos) criticou a decisão do governo brasileiro de conceder à China o status de economia de mercado. Para a associação, essa decisão trará "conseqüências sérias e negativas para a indústria nacional de produtos eletroeletrônicos de consumo".

Em nota, a Eletros informa que as "condições vigentes no mercado chinês criam dificuldades técnicas para a caracterização de concorrência desleal em processos de defesa comercial".

Segundo o presidente da Eletros, Paulo Saab, o setor eletroeletrônico de consumo seria favorável a que esse reconhecimento se houvesse o comprometimento do governo chinês com algumas regras internacionais de comércio exterior. O setor destaca algumas condições, como cumprimento das regras de propriedade intelectual, políticas de concorrência, acordo de salvaguardas, dumping e defesa comercial, estabelecidos na OMC.

"Da forma como foi feita, a aceitação da China enquanto economia de mercado não atende essas condições e pode ter efeitos sérios sobre o setor", disse Saab.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a Fiesp
  • Leia o que já foi publicado sobre acordos comerciais com a China
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página