Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
28/02/2005 - 09h41

Bono é indicado por jornal para a presidência do Banco Mundial

Publicidade

da Folha Online

Bono, o vocalista da banda de rock U2, foi indicado pelo jornal "Los Angeles Times", um dos mais influentes dos Estados Unidos, para ser o novo presidente do Banco Mundial.

Apesar de ser conhecido principalmente por suas músicas, Bono, 44, costuma aparecer em eventos de combate à fome na África, shows para arrecadação de fundos para o tratamento de doenças como a Aids e reuniões de lideranças internacionais como o Fórum Econômico Mundial de Davos (Suíça), onde costuma defender o perdão das dívidas de países pobres.

Além disso, ele é a única pessoa no mundo a ter em seu currículo indicações para o Oscar, o Grammy, o Globo de Ouro e o Prêmio Nobel da Paz.

O mandato do atual presidente do Bird, James Wolfensohn, termina em maio. Normalmente a vaga é reservada para um americano com experiência em bancos ou no governo dos EUA.

No entanto, em editorial publicado na última sexta-feira, o "Los Angeles Times" defendeu a indicação de Bono --um músico irlândes pouco conhecedor de Wall Street e da Casa Branca-- por sua experiência como ativista em causas sociais.

"Não se engane pelos óculos escuros e pelo excesso de rebolado", afirma jornal. "Bono é profundamente envolvido em temas que afligem as nações menos desenvolvidas do mundo."

O porta-voz de Bono em Los Angeles e seu empresário em Nova York não foram localizados para comentar a reportagem.

O editor da página de opinião do "Los Angeles Times", Andres Martinez, afirmou que a sugestão de Bono para a presidência do Banco Mundial é totalmente séria. No entanto, ele admite que o jornal tem se esforçado para produzir editorias "menos previsíveis" nos últimos meses.

Cabe lembrar também que o "Los Angeles Times" é um jornal californiano, da mesma cidade que abriga Hollywood e boa parte das celebridades mundiais. E a população californiana já elegeu para governar o Estado os atores Arnold Schwarzenegger e Ronald Reagan.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Bono Vox
  • Leia o que já foi publicado sobre o Banco Mundial
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página