Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
30/04/2006 - 11h36

Preço da TV de plasma cai depois da Copa

Publicidade

ADRIANA MATTOS
da Folha de S.Paulo

A forte queda no preço das TVs de plasma vai se acentuar após a Copa do Mundo. Quem puder aguardar deve economizar. De janeiro a dezembro de 2005, o produto de 42 polegadas baixou de R$ 19.999 para R$ 9.999. Hoje, já custa menos de R$ 8 mil. Vão acontecer novos cortes no preço --de até 50% no segundo semestre--, apurou a Folha.

No final do ano passado, para elevar as vendas de Natal, várias indústrias de televisores chegaram a apregoar que novas reduções significativas não aconteceriam em 2006. Portanto, a compra naquele momento seria bom negócio. A realidade é outra.

Apenas de janeiro a abril, o preço da TV de plasma de 42 polegadas caiu de R$ 9.999 para R$ 7.986 nas Lojas Cem. As Casas Bahia vendem por R$ 7.999, assim como o Ponto Frio e a rede Extra. Logo, em quatro meses, a queda é de mais de 20% --uma economia superior a R$ 2 mil em relação ao valor de dezembro de 2005. Em todo o ano passado, a redução no preço do produto foi de 50%.

A Folha entrou em contato na sexta-feira com três grandes redes varejistas. Elas fizeram as contas e calculam que no Natal de 2006 o produto deverá custar entre R$ 3.500 e R$ 4.000. Portanto, quem não quer pagar agora pelo benefício da inovação e puder esperar fará economia.

Quem levar para casa o produto neste ano terá outro ganho: está sendo definida agora, pelo governo, a nova tecnologia de TV digital que será utilizada no Brasil. Com o aparelho de plasma, o consumidor provavelmente já terá um sistema digital incorporado à TV. Se o equipamento não tiver esse benefício, é possível comprar um adaptador digital, por US$ 50.

Margens e estratégia

Nem loja nem indústria estão mexendo no próprio bolso para praticar esses preços agora. Margens de lucro estão garantidas. O que há é um interesse de popularizar a tecnologia e manter em alta a venda de mercadorias que garantem retornos superiores ao de mercadorias "commodities", com margens muito baixas, como a TV de 20 polegadas ou o videocassete.

Pesquisa de preços da Fipe mostra que, de janeiro a dezembro de 2005, a TV (incluindo todos os modelos e tamanhos) teve queda de 16,8% nas lojas em relação a 2004. Apenas em dezembro, mês de Natal, a queda foi de 2,77%. Em março de 2006, a retração foi ainda maior: 3,77%.

"Lojas e fabricantes repassaram essa retração ao mercado, como parte de um processo de popularização da tecnologia", diz Waldemir Colleone, superintendente da Lojas Cem.

Gravador de DVD

No final de 2005, às vésperas do Natal, a direção da Gradiente não acreditava em quedas fortes nos preços em 2006. Para a empresa, a maior parte da queda já havia ocorrido nos últimos dois anos.

Mas a redução se mantém de forma acentuada como parte de um efeito dominó no mercado: o consumidor continua comprando, os ganhos com escala industrial sobem, lojas e indústrias ainda renegociam descontos e, por conseqüência, o preço volta a cair.

Ninguém nesse mercado gosta muito de falar em novas reduções nos preços. Isso posterga as vendas, porque faz o consumidor pensar duas vezes antes de gastar agora. Por isso, nos próximos 60 dias o comprador pode esperar por uma enxurrada de ações de mídia das marcas, antes da Copa do Mundo, para incentivar a compra.

No caso do gravador de DVD, a situação é muito semelhante. Há aparelhos da Gradiente por R$ 688 (Lojas Cem), um dos preços mais baixos hoje. Em dezembro de 2005, ele custava R$ 999 na maioria das redes. Outras marcas fizeram o mesmo: LG e Philips vendem o produto por até R$ 798. Pode-se parcelar o produto em até 12 vezes sem juros.

O que ainda é uma barreira à maior demanda pelo produto --as grandes marcas ainda fabricam videocassete-- é o custo do DVD gravável.

Quem compra o gravador de DVD geralmente tem um gasto de manutenção maior, com o aluguel das fitas em DVD e a compra do DVD para gravação. Classes de menor renda podem não ter como adequar esse custo ao seu orçamento.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre TV de plasma
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página