Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
29/07/2005 - 14h11

Severino sinaliza apoio ao fim das investigações no Conselho de Ética

Publicidade

TATHIANA BARBAR
da Folha Online

O presidente da Câmara dos Deputados, deputado Severino Cavalcanti (PP-PE), sinalizou nesta sexta-feira seu apoio para que as CPIs do "Mensalão" e dos Correios concentrem as investigações sobre o suposto pagamento de mesada a parlamentares. Hoje, o Conselho de Ética também se ocupa do "mensalão". "As CPIs têm o mesmo objetivo, mas com poder amplo. As investigações podem caminhar mais rápido."

O trabalho do conselho teve início com a representação do presidente do PL, deputado Valdemar Costa Neto (SP), contra o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), autor da denúncia do "mensalão", por quebra de decoro parlamentar. Costa Neto acusa Jefferson de ter feito as denúncias sem apresentar provas do fato.

Daniela Carrasco/FI
Severino Cavalcanti durante coletiva em São Paulo
Severino Cavalcanti durante coletiva em São Paulo
Severino, que passou por exames no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, na manhã de hoje, afirmou que recebeu anteontem em sua residência parlamentar alguns deputados --ele não quis citar os nomes-- e que foi cogitado um acordo sobre a possibilidade de Costa Neto retirar a representação.

Recentemente, Jefferson anunciou que também entraria com representações no Conselho de Ética contra os deputados José Dirceu (PT-SP), Sandro Mabel (PL-GO), Carlos Rodrigues (PL-RJ) e Valdemar Costa Neto (PL-SP).

Caso as representações entrem no Conselho de Ética, nenhum destes deputados citados poderá mais renunciar ao seu mandato parlamentar para evitar a cassação e a perda dos direitos políticos.

Se houver um acordo e Valdemar Costa Neto retirar a representação contra Jefferson, o petebista poderia não entrar com as representações contra os deputados citados. Assim, evitaria um possível processo de cassação aos parlamentares.

Severino afirmou que pode haver um acordo, mas que a intenção não é isentar ninguém de culpa. "Eu irei cumprir o regimento da Casa. Serão punidos aqueles que tiverem alguma coisa a pagar. Eles irão sofrer a pena de acordo com o seu delito."

Agenda mínima

Severino afirmou que vai exigir uma agenda mínima no Congresso. "Eu quero que as CPIs continuem funcionando em toda a sua plenitude, mas que não venha atrapalhar o bom andamento dos projetos."

Exames

O presidente da Câmara veio a São Paulo realizar exames no hospital Sírio Libanês. "Como eu quero chegar aos 100 anos, vim fazer um check-up." Severino está com 75 anos.

Segundo o médico David Uip, o presidente da Câmara apresentou um quadro de sinusite e pneumonia, que já foi controlado. "Ele foi tratado com competência por médicos da Câmara e veio a São Paulo para fazer exames", explicou.

Uip recomendou que o deputado diminua o ritmo de trabalho. "Ele volta amanhã para Brasília e pode continuar trabalhando, mas recomendei que não realize viagens nos próximos 15 dias."

Leia mais
  • Polícia Federal vai ouvir testemunhas para CPI dos Correios
  • STF nega pedido de prisão preventiva de Marcos Valério

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a CPI dos Correios
  • Leia a cobertura completa sobre o caso do "mensalão"
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página