Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/12/2005 - 09h00

Entidade vai à Justiça contra rampa antimendigo

Publicidade

AFRA BALAZINA
da Folha de S.Paulo

Entidades ligadas a moradores de rua vão tentar na Justiça impedir a continuidade da construção da rampa antimendigo, obra da Prefeitura de São Paulo, na passagem subterrânea que liga a avenida Paulista à Doutor Arnaldo.

A rampa, com superfície áspera, começou a ser construída em setembro. Suspensa após receber críticas, a obra foi retomada na semana passada.

"Há uma mobilização de funcionários e recursos para uma obra que gera a expulsão de pessoas", diz o padre Júlio Lancellotti, da Pastoral do Povo da Rua. O Ministério Público Estadual diz que vai tomar providências contra a rampa, que considera discriminatória.

No sábado (17), cerca de cem pessoas promoveram um "Natal na rampa" e criticaram a obra.

A justificativa da prefeitura é que a rampa diminuirá a violência no local. O secretário do Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, diz que será perda de tempo entrar na Justiça. "Iremos recorrer. Não vamos deixar pessoas morando nas ruas."

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a rampa antimendigo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página