Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
11/12/2003 - 19h46

Cantor Belo é condenado a 8 anos e deve voltar para a cadeia

Publicidade

da Folha Online

O cantor Marcelo Pires Vieira, o Belo, foi condenado nesta quinta-feira a oito anos de prisão por tráfico e associação para o tráfico de drogas. Os desembargadores da 8ª Câmara Criminal do TJ (Tribunal de Justiça) do Rio decretaram a prisão do cantor.

Belo havia sido condenado, no final de dezembro de 2002, a seis anos de prisão. A sentença foi divulgada no começo de janeiro. Ele chegou a ficar preso, mas, por decisão da Justiça, obteve o direito de recorrer em liberdade.

O desembargador Flávio Magalhães afirma que Belo teve a pena aumentada por "sua conduta censurável ter repercutido de forma desfavorável nos admiradores adolescentes", de acordo com o TJ.


E.Rodrigues/Folha Imagem
O cantor Marcelo Pires Vieira
A revisão da pena foi solicitada pelo Ministério Público. O mandado de prisão já foi expedido. Com isso, o cantor deve voltar à cadeia.

A reportagem não conseguiu localizar os advogados de Belo.

Outros acusados

A Justiça também condenou a oito anos de prisão, pelos mesmos crimes, Antonio Carlos Ferreira Gabriel, o Rumba, ex-presidente da associação de moradores da favela do Jacarezinho (zona norte).

Além deles, outras 20 pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público no ano passado por envolvimento no mesmo processo, entre elas Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco --acusado também pelo assassinato do jornalista Tim Lopes. Ele teve a pena aumentada de 13 para 15 anos de prisão.

Crime

As suspeitas de envolvimento de Belo com traficantes surgiram a partir de grampos, autorizados pela Justiça, em abril de 2002. Os grampos revelaram conversas entre o cantor e Waldir Ferreira, o Vado, apontado pela polícia como gerente do tráfico na favela do Jacarezinho (zona norte).

Vado foi morto em 20 de agosto do ano passado, durante confronto com policiais militares na favela.

Nas conversas telefônicas interceptadas, o traficante pede R$ 11 mil para comprar um "tecido fino". Em troca, daria um "tênis AR" para Belo. Para a polícia, o "tecido fino" é cocaína e o tênis, um fuzil AR-15.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

Celulares | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página