Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/06/2003 - 15h34

Leia a carta de Lulu Santos para Faustão

da Folha Online

A seguir, a transcrição do texto que Lulu Santos divulga em seu site sobre o tratamento no "Domingão do Faustão". O texto está na íntegra, foi escrito em formato de blog, com abreviações e erros de digitação pertinentes ao estilo:

"24.06.2003 - 12:54:51
carta para o apresentador d televisão Fausto Silva

Caro Fausto.

Uma das mais tenras e ternas lembranças q tenho d minha carreira é a d uma visita q fiz em 81,no século passado,a um programa d radio do qual vc participava com Osmar Santos.

Aquilo era duplamente novidade p'ra mim,era o trabalho d divulgação d meu primeiro compacto e eu tinha quase nenhuma experiencia ou traquejo neste exercicio d 'ser artista',alem d tudo não sabia,como continuo ñ sabendo,quase nada sobre esportes,e o d vcs era um disputadissimo programa sobre futebol,señ me engano.

Ainda q meio sem jeito e apreensivo,senti uma camaradagem bacana entre vcs e uma curiosidade genuina e simpática sobre o q seria aquela figura nova q ali se apresentava.

Qdo entramos no ar,depois d pequena entrevista rolou aquela situação em q vcs punham o disco p'ra tocar,pediam p'ro cantor cantar em cima,no meio tiravam o pb e ficava o sujeito ali pendurado na linha se defendendo como pudesse.A rigor podia ser uma derrubada,com humor e tudo,claro,mas derrubada,principalmente se o cara ñ segurasse a onda,eu mesmo acho q segurei.

Essa historinha ficou marcada na minha já nebulosa lembrança pq aquela brincadeira teve um certo sabor d rito d passagem.O mero fato daquilo ñ ter me constrangido,ou imobilizado,ou tirado a ação,acredite,significou um bocado p'ra mim em termos d auto estima,e mesmo da construção d minha 'persona' artistica.Quem diria,né?

Corta p'ra 22 anos depois,domigo ultimo,ultima vez q nos encontramos no ar.

Algo pareceu o oposto da camaradagem,simpatia com ou curiosidade por quem ali está,ao contrário,um monte d desinformação,idéias preconcebidas e mal processadas logo na apresentação.

D q adiantou termos contratado e pago 5 musicos,5 técnicos,2 produtores e um camareiro q ficaram a disposição do programa por 10 horas(desd a passada d som até o apresentação)para fazermos o q poderia muito mais simplesmente ser resolvido com um playback?Sim pq,como imagino q vc saiba,o combinado com a produção d seu programa incluia trechos d até 60" d 6 cancões,respondendo a solicitacões d personalidades amigas (Nelson Motta,Fernanda Torres,Mariana Ximenes,Luiz Fernando Guimarães,Scarlet Moon e mesmo Xuxa)q foram 'alugadas' para este fim.Neste caso,a presença dos musicos teria tornado a atração mais...atraente(ou,ingenuamente assim eu achava).

Na verdade,faz tempo,deixei d fazer playback em tv,acho empobrecedor,e d empobrecimentos ñ precisamos mais,é uma questão d fazer minha parte pelo 'desempobrecimento',seja do q for,no caso,das apresentações musicais em tv.

O q me espantou mesmo,e isso imprimiu nitidamente no ar,p'ra qq pessoa q tiver assistido,foi a rispidez com q fomos 'cancelados'no q era p'ra ser o inicio d nossa apresentação.

Televisão corre contra o tempo,sabemos todos.

O compromisso q vcs profissionais tem d por no ar uma programação ao vivo em rede nacional,tempo real,imagino,deve ser altamente estressante,mas,tal estória:passarinho q como pedra...

Já vi muitas vezes o D.Letterman chamar uma atração,se desculpar no ar por ter 'ran out of time',e pedir a pessoa q volte ao programa em um tempo q lhe seja conveniente,é ñ só uma questão d delicadeza como d honestidade.

Na penultima ocasião em q estive em seu programa,ñ sei se vc se recorda,fomos tirados do ar tb no meio d uma canção,antes mesmo d suas despedidas.

Desta vez,ao,ainda incrédulo,sair d cena p'ra me inteirar do q se passava,fui abordado por este produtor musical,cujo nome me escapa,q veio em nome da direção nos comunicar q '...a emissora tinha solicitado 10 min d tempo no ar...'e por isso teriamos sido cortados.Lhe respondi perguntando pq ñ fomos avisados antes d entrar,e lhe pedia desculpas(textuais)mas ñ conseguia acredita na estória do tempo até pq era exatamente o q nos tinham dito na ultima vez.

Bueno,o q se passou a seguir,realmente consegiu me espantar ainda mais.O produtor me respondeu dizendo q estava ali p'ra me dar uma explicacão ,se eu ñ quizesse aceitar,q o problema era meu e ele nada tinha com isso,ao q respondi:ñ converso mais com vc q está sendo grosseiro.

ñ vou aqui romancear,mas em menos d 2 minutos esta pessoa me chamava d 'grandes merdas'aos gritos pelos corredores do estudio.

no fundo,sinto q com seu pouco verniz,e talvez mesmo ausencia d hipocrisia,o produtor musical d seu programa explicitou o nivel do relacionamento q o programa tem com artistas q ali se apresentam.
pena,eu tinha um numero bonitinho p'ra fazer,as pessoas eram bacanas,proximas e

as canções reconhecidas.Provavelmente ñ se comparam ao padre casado naturista.

Nesse caso,a gente tira o time,ou...é tirado.

No minimo ganha-se ai uma perspectiva historica,a primeira e a ultima vez q me apresentei em um programa seu.

D resto,obrigado por tudo q veio antes,o bacana,o médio e o bs,faz parte,e por fim,como costumava-se dizer no tempo da tv cordial:
grato pela atenção dispensada.

Lulu Santos

p.s.:Se vc me permite um comentário,sempre achei,e continuo achando imperdoável o fato d vc falar em cima das palavras e notas d uma musica sendo cantada."

Leia mais
  • Lulu Santos reclama do tratamento recebido no Faustão
  • Aos 50 anos, Lulu Santos chega ao 18º álbum
  • Faixa de novo CD de Lulu Santos critica uso político da religião
  • Comercialismo deslavado é a meta de "Bugalu"

    Sites relacionados
  • Acesse o site de Lulu Santos
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

    TV TV LED, 3D, FULL HD e Smart a partir de R$ 399,90

    Home Theater | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página