Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
17/12/2002 - 15h58

Estudante invade sistema de escola e diminui suas notas

da Folha Online

Um aluno da escola de ensino médio Anzar High School, em San Juan Bautista, na Califórnia, EUA, invadiu o sistema de computadores da instituição e diminuiu suas notas. O ato hacker era parte do plano apresentado pelo garoto aos administradores do colégio, que permitiram que ele levasse a idéia adiante, certos de que nada conseguiria.

O adolescente Reid Ellison hackeou o sistema da escola em questão de segundos, mas uma vez lá dentro, encontrou um poblema: não poderia aumentar suas notas, já que sua média era A (nota mais alta do sistema de avaliação em escolas norte-americanas), mas precisava provar que conseguiu invadir o sistema. Segundo a escola, então ele derrubou suas notas.

Ellison disse que o lado hacker do projeto foi muito fácil, já que levou muito pouco tempo para descobrir a senha de acesso ao sistema.

O ato não foi divulgado para nenhum colega até que os administradores tivessem tempo de alterar a senha. Agora, a escola está tomando as medidas necessárias para ampliar a segurança de seu sistema.

As notas de Ellison foram restabelecidas, segundo o site de notícias Vnunet.

Senhas mal construídas
Na semana passada, uma pesquisa mostrou que os usuários de computador ainda estão usando senhas muito fáceis de serem descobertas. Isso porque eles têm que guardar, em média, 21 senhas cada um, segundo um estudo da empresa de segurança NTA Monitor.

Uma pesquisa realizada com 500 pessoas em Londres, no Reino Unido, revelou que 84% delas atribuíram a escolha da senha à facilidade para guardá-las --e não porque são difíceis de ser descobertas por estranhos.

Leia também:

  • Usuários de PC ainda escolhem senhas muito fáceis, diz estudo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página