Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/04/2007 - 07h22

Rede de relacionamento Tagged cresce como uma praga

Publicidade

DIÓGENES MUNIZ
da Folha Online

A rede social Tagged, registrada na web desde 2004, não possui novidades ou atrativos. O site é uma mistura mal-acabada de Orkut com MySpace --os dois mais populares neste ramo de relacionamentos virtuais. A história da web passaria por cima do Tagged sem dar conta de sua existência, não fosse um fenômeno que faz o site crescer e ganhar usuários em progressão geométrica desde o final de 2006.

O segredo do sucesso? O Tagged é uma praga virtual. Sua expansão vertiginosa se dá por meio de um poderoso e incômodo instrumento de agregar usuários: o spam. (A tempo: spams são malas diretas virtuais que atazanam a vida de qualquer pessoa que tente organizar sua caixa de e-mails de modo decente. Os "spammers" disparam de propagandas --como o clássico "aumente seu pênis!"-- a vírus).
Reprodução


O spam do Tagged se fantasia de convite. "Fulano te adicionou como amigo. Fulano é seu amigo? Por favor responda ou Fulano vai pensar que você disse não", incita, em inglês. Quando o internauta decide entrar na comunidade, pede-se a senha de e-mail e autorização para que o sistema envie o mesmo convite apelativo a outras dezenas de pessoas --no caso, todos seus contatos. E assim por diante.

A ferramenta foi duramente criticada por blogs especializados. Já ganhou até o apelido de "spam 2.0". A aposta neste tipo de ação é feita pelo Tagged desde o segundo semestre de 2006. Um gráfico do percentual de cliques únicos ("page views) recebidos pelo site revela que sua audiência cresceu mais de 800% com essa prática.
Reprodução


Outras redes de amigos também usam convites para atrair usuários, mas em nenhum dos casos a prática de spam é escancarada. Para piorar, nada disso é citado nos termos de uso do produto, tampouco na seção reservada à política de privacidade.

Apesar de empregar um modo invasivo de convidar usuários, o site ainda poderia se redimir ao oferecer um bom serviço. Não é o caso. Abarrotado de publicidade e insuportavelmente lento, o Tagged é uma perda de tempo. Como qualquer spam.

Leia mais
  • Vírus "emos" exploram carência do internauta para infectar PCs
  • Garotas de programa usam iPod Vídeo para arranjar clientes
  • Golpe virtual promete BBB nua via e-mail
  • Papa Bento 16 terá clausura com internet sem fio em SP
  • Orkut lança álbum de vídeos com YouTube e "scrap" por celular
  • Filho de Cid Ferreira lança site evangélico de relacionamentos de R$ 880 mil

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre sites de relacionamentos
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página