Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
30/12/2006 - 01h41

Saddam Hussein é enforcado na manhã de sábado em Bagdá

Publicidade

da Folha Online

O ditador iraquiano Saddam Hussein, 69, morreu enforcado por volta às 6h da manhã deste sábado (1h da manhã em Brasília), na Zona Verde de Bagdá, região fortemente protegida da capital iraquiana em cumprimento à sentença determinada pela Justiça daquele país em 5 de novembro.

A condenação foi dada a Saddam por sua participação nos assassinatos de 148 xiitas da cidade de Dujail depois do fracasso de um complô para matá-lo em 1982, assim como na tortura e a deportação de centenas de moradores de Dujail.

21.dez.2006/Reuters
Ditador Saddam Hussein ouve a sentença de morte após julgamento em Bagdá
Ditador Saddam Hussein ouve a sentença de morte após julgamento em Bagdá


Saddam Hussein governou o Iraque de 1979 a 2003, quando caiu durante a invasão americana ao país. Conseguiu fugir, mas foi capturado e respondeu a processos por genocídios, acusado pelos EUA de desenvolver armas de destruição em massa.

Um tribunal de apelações de Washington rejeitou ontem o pedido formulado pelos advogados do ex-presidente do Iraque para impedir a sua execução.

Os advogados de Saddam Hussein solicitaram a um tribunal dos Estados Unidos que o ex-presidente iraquiano não passasse da custódia americana às mãos de oficiais iraquianos. Com isso, esperavam deter a execução, informaram fontes judiciais.

AP
Saddam Hussein é encontrado no Iraque por tropas da coalisão lideradas pelos EUA
Saddam Hussein é encontrado no Iraque por tropas da coalizão lideradas pelos EUA


As ruas de Bagdá foram tomadas pela comemoração, conforme mostrou a rede de TV "CNN". Iraquianos que afirmavam ter sofrido sob o regime ditatorial de Saddam Hussein diziam que este era um dia de "comemoração, Justiça e vingança".

Enterro

Raghad Saddam, a filha mais velha do ditador iraquiano, pediu que seu pai seja enterrado em Sana, capital do Iêmen, após sua execução, informou a rede de televisão "Al Jazira".

Segundo a emissora, que cita "fontes iemenitas", Raghad pediu ao governo iemenita que "intervenha para que Saddam Hussein seja enterrado em Sana".

Raghad vive na Jordânia desde a queda do regime de seu pai, em abril de 2003. Ela quer que o corpo seja enterrado no Iêmen de forma provisória, para ser levado de volta ao Iraque após "a saída das tropas de ocupação do país", acrescentaram as fontes.

Saddam Hussein foi ditador no Iraque de 1979 a 2003, quando os Estados Unidos invadiram o país e depuseram-no.

Durante esse período, o Iraque protagonizou três guerras.

Com agências internacionais

Leia mais
  • Veja as guerras protagonizadas pelo Iraque sob o domínio de Saddam
  • Saiba quem foi o ditador Saddam Hussein
  • Morte por enforcamento dura três minutos
  • Saddam Hussein é executado em Bagdá, diz TV
  • Testemunhas oficiais da execução de Saddam reúnem-se na Zona Verde

    Especial
  • Leia cobertura completa sobre o julgamento de Saddam Hussein
  • Leia o que já foi publicado sobre Saddam Hussein
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

    Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

    Celulares | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página