Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu
 
 

Lista de textos do jornal de hoje Navegue por editoria

Esporte

  • Tamanho da Letra  
  • Comunicar Erros  
  • Imprimir  

Organização da Copa é bem avaliada por 83% dos estrangeiros

Maioria achou que o país fez um torneio melhor do que o esperado, segundo pesquisa Datafolha

FERNANDO CANZIAN DE SÃO PAULO

A Copa do Mundo no Brasil surpreendeu positivamente os estrangeiros que vieram ao país para assistir aos jogos, revela pesquisa Datafolha realizada entre visitantes de outras nacionalidades que acompanharam o Mundial.

Em alguns quesitos, a aprovação foi quase total: 92% dos visitantes elogiaram tanto o conforto quanto a segurança dos estádios da Copa. Uma maioria absoluta de 76% também achou ótima ou boa a qualidade do transporte até as arenas do Mundial.

A hospitalidade dos anfitriões da Copa é um dos grandes destaques: 95% dos estrangeiros avaliaram a recepção como ótima ou boa.

A maioria (90%) acompanhou notícias sobre o Brasil antes de viajar. Metade deles (50%) disse ter ouvido mais relatos negativos do que positivos. Mas números contundentes mostram que eles acabaram bem impressionados.

A organização da Copa foi avaliada como ótima/boa por 83% dos estrangeiros. Para 12%, foi regular; e apenas 3% consideraram ruim/péssima. Uma maioria de 51% achou a organização em torno do Mundial melhor do que a esperada.

Alvo frequente de críticas e protestos entre os brasileiros, a mobilidade urbana foi avaliada como melhor do que o esperado para 46%, dentro do esperado para 40% e pior que o esperado para 11%.

Sistemas de comunicação (telefonia e internet) e preços praticados em geral (alimentação, hotéis e transporte aéreo) tiveram avaliações negativas acima da média.

Consideraram ruim/péssimo o custo de vida 29% dos entrevistados; e o preço dos hotéis, 27%. Os sistemas de comunicação foram aprovados por uma minoria de 41%.

A segurança, ponto sensível para estrangeiros que visitam o país (e para brasileiros que vivem aqui), superou as expectativas de 60%.

A pesquisa ouviu 2.209 estrangeiros de mais de 60 países nos aeroportos de São Paulo, Rio e Brasília e em Fan Fests e locais de grande concentração nas cidades de Belo Horizonte, Salvador e Fortaleza, além de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília entre os dias 1º e 11 deste mês.

Esse universo não representa a totalidade de estrangeiros presentes no país. Segundo o Ministério do Turismo, cerca de 1 milhão de estrangeiros de 203 países vieram ao Brasil para a Copa.

A pesquisa também procurou aferir a opinião espontânea dos estrangeiros.

Para eles, hospitalidade, simpatia e amabilidade são que o país tem de melhor: 42% citaram as pessoas e características relacionadas a elas (entre argentinos, esse índice cai para 35%). A beleza das mulheres teve 11% das citações espontâneas.

Os estrangeiros também opinaram sobre o pior: 18% citaram temas relacionados à pobreza, desigualdade social, favelas e moradores de rua. Uma parcela similar (16%) indicou a falta de segurança. Em seguida aparece o trânsito, com 8%.

"Os turistas levam uma imagem positiva, mas perceberam o alto custo de produtos e serviços, assim como a desigualdade social e a insegurança", diz Mauro Paulino, diretor-geral do Datafolha.

Questionados depois de alguns dias (de Copa) no país, 69% disseram que morariam no Brasil.


Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página