Saltar para o conteúdo principal Saltar para o menu
 
 

Lista de textos do jornal de hoje Navegue por editoria

Mercado

  • Tamanho da Letra  
  • Comunicar Erros  
  • Imprimir  

Confiança em empresas é o dobro da do governo

Resultado do Brasil é o de maior diferença

MORRIS KACHANI DE SÃO PAULO

O índice de confiança do brasileiro na iniciativa privada subiu seis pontos percentuais em 2014 e já representa mais do que o dobro do patamar do governo, segundo estudo da agência de relações públicas Edelman Significa.

O levantamento, intitulado "Barômetro da Confiança", tem como objetivo medir a credibilidade da população em instituições públicas e privadas e foi feito em 27 países, com 33 mil entrevistas.

Nele, a confiança no governo registrou 34 pontos percentuais, um ponto a mais que em 2013, colocando o Brasil em 14º lugar no ranking global, acima de Argentina e Espanha, mas abaixo de Holanda, Suécia ou Cingapura, que lidera com 82%.

A confiança nas empresas marcou 70%, 8º lugar no ranking liderado por Emirados Árabes, Indonésia e Índia.

No Brasil, o pior desempenho foi da indústria de telecomunicações. Acompanhando tendência global, o setor financeiro se manteve em um baixo nível. Tecnologia e entretenimento aparecem no topo. "São poucos os países em que a confiança no governo é maior que nas empresas. Mas no Brasil essa diferença é mais exacerbada", diz Rodolfo Araújo, da Edelman Significa.

Em um cruzamento dos índices de confiança nas instituições públicas e privadas, o Brasil alcança 57 pontos percentuais, ocupando a 12ª posição no ranking.


Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página