Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
31/05/2010 - 10h19

Telefones celulares devem virar ferramenta pedagógica nos próximos anos

Publicidade

DE SÃO PAULO

Hoje proibido na maioria das escolas, o celular está sendo apontado como ferramenta pedagógica do futuro. Pesquisa aponta que o telefone móvel deve ser usado na maioria das salas de aula dentro de dois a três anos, segundo reportagem de Fabiana Rewald publicada na edição desta segunda-feira da Folha (íntegra somente para assinantes do jornal ou do UOL).

De acordo com o texto, o celular seria usado como câmera fotográfica, filmadora, ferramenta de pesquisa e local de armazenamento de livros inteiros. "Com a mobilidade do celular, o aluno poderá fazer a lição de casa no carro ou no ônibus", exemplifica Cristiana Assumpção, a única representante do Brasil a assinar o estudo.

A reportagem destaca ainda que política de banir o celular na sala de aula é o que tem jogado para a frente a previsão de seu uso nas escolas. "A solução mais cômoda e ineficaz é mandar que o aluno desligue o aparelho", diz André Gutiettefz Caldeira, vice-presidente de tecnologia educacional da Positivo.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página