Desafio dos dez anos vira ferramenta de protesto contra danos ambientais

Brincadeira nas redes sociais mostra evolução das pessoas na última década

São Paulo

As fotos do desafio dos dez anos (#10yearchallenge), que viralizaram nas redes sociais e mostram a diferença que uma década fez na vida das pessoas, também estão sendo usadas como forma de protesto contra problemas ambientais. 

Leonardo DiCaprio foi um dos que usou o desafio para falar de desmatamento. “Rondônia, no Brasil, originalmente tinha mais de 200 mil km² de floresta, mas se tornou uma das áreas mais desmatadas na Amazônia”, afirmou o ator em postagem.

ONGs também aproveitaram a brincadeira. O Greenpeace, por exemplo, expandiu a brincadeira para #100yearchallenge com uma foto do fotógrafo Christian Åslund mostrando o impacto da mudança climática no Ártico.

A agência de mudanças climáticas da ONU também resolveu entrar no jogo e falou um pouco sobre o aumento de concentração dos gases-estufa nos últimos dez anos.

A Organização Meteorológica Mundial, da ONU, usou a brincadeira para mostrar o avanço das temperaturas no mundo.

 O rompimento da barragem da Samarco, em Mariana, Minas Gerais, foi outro acontecimento destacado.

Vale lembrar que várias das fotos estão muito mais preocupadas com o protesto em si do que com a exatidão de dados ou locais das fotos. Uma das postagem do Greenpeace, por exemplo, mostra fotos de vegetação e desmatamento, ambas na Amazônia, que não correspondem exatamente ao mesmo local. "Nossa escolha por essas fotos foi justamente para provocar uma reflexão por conta do maior índice de desmatamento, registrado nos últimos 10 anos no Brasil", diz a ONG.

A entidade Global Forest Watch tem uma ferramenta que permite acompanhar a evolução do desmatamento em diversas partes do mundo, inclusive na Amazônia —o que torna possível fazer um desafio dos 10 anos em diferentes áreas com desmatamento.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.