Homem atropela e mata mulher no aniversário dela em condomínio de luxo em SP

Crime aconteceu em Indaiatuba, a 98 km da capital; outra mulher foi morta a facadas na cidade

Tatiana Cavalcanti
Indaiatuba

Um homem de 43 anos foi preso em flagrante acusado de atropelar e matar a mulher no dia do aniversário dela, no condomínio em que os dois moravam, em Indaiatuba (98 km de SP), na noite deste sábado (24). Ele estava embriagado, segundo a polícia.

O crime aconteceu no condomínio Mosteiro de Itaici, que tem casas que custam mais de R$ 2 milhões, e onde acontecia a festa de aniversário da diretora financeira Sabrina do Amaral Vechi, que fazia 40 anos naquele dia.

Sabrina do Amaral Vechi, 40, morta atropelada pelo marido em Indaiatuba (SP)
Sabrina do Amaral Vechi, 40, morta atropelada pelo marido em Indaiatuba (SP) - Divulgação

De acordo com a Polícia Civil, três testemunhas contaram a agentes da Guarda Civil de Indaiatuba que viram quando o marido de Sabrina, Alexandre Vechi, cuja profissão não foi divulgada, parou a caminhonete Dodge Ram Laramie que dirigia dentro do condomínio. A vítima também parou o carro que conduzia, um Subaru.

Sempre segundo o relato da polícia, os dois desembarcaram e começaram a discutir, e o homem retornou à caminhonete. Sabrina parou na frente do veículo e abriu os braços. Vechi, então, a atropelou e passou com o carro por cima da cabeça da vítima.

Vechi deu ré na caminhonete, atingiu uma árvore, mas foi contido pelos vigilantes, que chamaram os guardas municipais. O suspeito foi impedido de sair do local.

Ele foi preso e levado à delegacia de Indaiatuba, segundo a polícia, onde não disse nada sobre o crime. A reportagem não conseguiu encontrar a defesa de Vechi.

Sabrina foi socorrida no hospital Augusto de Oliveira Camargo, onde morreu. Ela tinha três filhos.

O suspeito foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal), onde se recusou a fornecer amostra de sangue, mas passou por exame clínico, que constatou embriaguez, segundo a polícia. O caso foi registrado como homicídio qualificado (feminicídio) e embriaguez ao volante.

Outro caso

Um homem de 40 anos foi espancado por um grupo de pessoas após ter esfaqueado e matado a ex-companheira, também em Indaiatuba, na noite de sexta-feira (23). Ele está internado, sob escolta policial, em estado grave.

Segundo a polícia, Maria Rosemi dos Santos, 42, foi morta após o ex-companheiro invadir sua casa. O suspeito tentou fugir, mas foi contido e agredido por vizinhos da vítima. Ninguém mais foi preso.

Agora
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.