Descrição de chapéu

Ficção social, uma viagem ao futuro dos investimentos

Conversa entre consultores de investimentos em 2028 é retrato do que pode estar por vir

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Luciano Gurgel

Economista e diretor de investimentos da Yunus Negócios Sociais

A ficção científica faz parte da nossa sociedade. Aqui vai, então, um pouco de ficção social para estes tempos de pandemia e responsabilidade dos investimentos. Uma viagem ao futuro que pode nos dar uma boa ideia do que está por vir.

homem de barba e óculos fala ao microfone olhando para a direita
Luciano Gurgel, diretor de investimentos da Yunus Negócios Sociais Brasil - Giovanna Fabbri

Reunião dos consultores de investimentos com analistas da LZ Investimento & Consciência numa manhã, bem cedinho, em junho de 2028, em um prédio espelhado por painéis de geração de energia solar em Vinhedo.

O analista de bolsa de valores inicia a conversa: “Nos últimos dias as ações da Sabiá Metais subiram por conta do plano de expansão usando técnicas de regeneração do solo recentemente aprovadas pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas da Universidade de São Paulo. O método já vinha sendo usado pela filial da empresa na Austrália. O risco ponderado pelo impacto ambiental da companhia se moveu em dois quadrantes e o mercado percebeu que os preços estavam descontados em pelo menos 20% do novo preço alvo ajustado.”

O diretor de estratégia segue: “Vamos elevar nossa recomendação nos papéis da Sabiá. Por falar em mineração, a FTX ainda não publicou o novo plano de manejo das comunidades afetadas pelos acidentes com barragens herdadas do espólio da Trevas S.A., certo? Devemos deixar expressa a recomendação de venda de toda posição que nossos clientes ainda tenham da FTX. Nenhum cliente da LZ deveria ter papéis da FTX em carteira.”

O analista de renda fixa, área que embasa em decisões dos investidores no mercado de dívida, traz mais dados: “A demanda por títulos de dívida de impacto tem mostrado forte crescimento nos últimos meses. Os Fundos de Investimento em Títulos de Dívida de Impacto, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, tiveram aumento de 120% em captação na comparação com o ano passado.

E continua: “Nosso time de banco de investimento está trazendo cinco novas captações nos setores de educação infantil, educação profissionalizante e reflorestamento. Potencial de cinco milhões de crianças da rede pública servidas pelas emissoras dos títulos, cinco milhões de árvores replantadas e 50 mil empregos gerados a partir dos recursos levantados com as captações. Ratings de crédito AA- ou mais. Esperamos fechamento expressivo nas taxas em consequência da forte demanda que nossos times de distribuição têm notado por parte dos investidores.”

O diretor de estratégia finaliza a reunião com suas considerações: “Ótimo. Vamos reforçar os times de análise para cobrir estas emissões. É estratégico para a LZ participar das emissões dos títulos de dívida de impacto. Não só distribuindo os títulos de dívida como também emitindo relatórios de análise bem completos. Principalmente nas métricas de impacto socioambiental. Pessoal, mãos à obra! Boa semana a todos e ótimos negócios!”

Às 11h, Juca Macedo, assessor de investimentos, ao telefone com Deise Mascarenhas, investidora e herdeira de um grupo do setor de varejo: “Dona Deise, nossos analistas recomendam a senhora se desfazer dos papéis da FTX, caso ainda os tenha. O mercado não gostou nada pelo fato de o plano de manejo das comunidades não ter sido emitido no tempo previsto.”

Deise Mascarenhas responde: “Eu me livrei desses papéis há anos. Um absurdo que ainda haja gente que considere colocar dinheiro em empresas que não respeitam comunidades afetadas pelos seus negócios. A propósito: sabe dizer quantas unidades básicas de saúde foram atendidas pela Vacinei.com no trimestre passado?”

Juca Macedo segue: “Segundo o último relatório, 5.000 das 40 mil unidades de saúde do Brasil foram servidas por vacinas deles, 35% acima do projetado. Geração de caixa consistente e boa liquidez na ação.”

A investidora reavalia: “Ótimo, pode comprar mais cinco lotes das ações da Vacinei.com. E a propósito, me manda, por favor, as lâminas das emissões de títulos de dívida de impacto nas quais estão trabalhando. Quero aumentar minha exposição neste ativo. Ouvi a respeito e tenho muito interesse.”

Juca Macedo agradece: “Pois não, Dona Deise. Tenha um ótimo dia!”

Às 15h, uma live é transmitida com os analistas de renda fixa da LZ para os investidores da plataforma digital da empresa. Mais de 5.000 pessoas participam e 3.000 colocam ordens na precificação do ativo eletrônico das emissões de títulos de dívida de impacto.

Neste dia, 26 de junho de 2028, o índice de Impacto da Bolsa de Valores de Negócios Sociais atingiu a máxima histórica. Mais captações nos mercados de dívida e bolsa são esperadas para os próximos meses.

Matéria no Shanghai International News destaca o crescimento da relevância dos negócios na solução dos problemas socioambientais nos países em desenvolvimento. Brasil lidera o movimento com números impressionantes de crescimento deste mercado.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.