Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/05/2008 - 19h53

Aos 72, morre Artur da Távola; tucanos lamentam

Publicidade

da Folha Online

Tucanos lamentaram hoje a morte do ex-senador e jornalista Paulo Alberto Monteiro de Barros, conhecido como Artur da Távola. Ele morreu nesta sexta-feira, aos 72 anos, em sua casa, no Rio. O jornalista sofria de problemas cardíacos desde agosto de 2007, quando esteve internado por longo período.

Divulgação
Jornalista e ex-senador Artur da Távola morreu nesta sexta-feira aos 72 anos no Rio
Jornalista e ex-senador Artur da Távola morreu nesta sexta-feira aos 72 anos no Rio

O governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), disse que Artur da Távola era um dos "grandes homens públicos do seu tempo".

"Artur da Távola foi para a minha geração uma grande referência. Fui seu colega na Constituinte, e ele era dos formuladores, dos políticos brasileiros mais consistentes. Fica aí uma lacuna muito grande, mas ficam, sobretudo, os seus exemplos e a capacidade que ele teve de conciliar uma militância política muito efetiva com uma densa e profunda atividade cultural. Então ele era um homem público diferenciado e por isso a sua perda é maior ainda para todos nós", afirmou o mineiro.

A Executiva Nacional do PSDB divulgou nota de pesar pela morte do ex-senador. "O Brasil perde um homem digno, que soube conciliar a política com a honra, com a verdade e com as mudanças de que o país tanto precisa. Como político, ele foi um homem comprometido com a democracia, a justiça social e a criação de um Brasil mais rico, mais generoso e mais solidário", diz nota assinada pelo presidente do PSDB, Sérgio Guerra.

"Exilado em 1964, seu coração nunca guardou rancor ou amargura. Jornalista, foi um exemplo de ética e competência. Constituinte em 1988, ele foi um dos construtores da nossa Constituição-Cidadã", diz a nota. "O Brasil perdeu hoje um patriota. Os tucanos perderam um grande e leal companheiro."

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página