Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
30/04/2003 - 14h12

Morre Aureliano Chaves, último vice-presidente do regime militar

da Folha Online

Morreu na manhã de hoje aos 74 anos o mineiro Aureliano Chaves, o último vice-presidente do regime militar (1964-1985), que também foi governador do Estado de Minas Gerais.

21.06.1988-Lula Marques/FI
Aureliano Chaves, que morreu hoje em Minas Gerais
Aureliano estava internado desde o dia 14 de abril no hospital Socor, em Belo Horizonte, por causa de uma infecção pulmonar. Ele sofria de diabetes e apresentava nos últimos dias insuficiência cardíaca e renal.

No sábado passado (26), foi submetido a uma cirurgia para colocar uma ponte de safena, sendo transferido à UTI (Unidade de Tratamento Intensivo).

Nascido na cidade de três pontas (interior de MG), Aureliano foi vice-presidente entre 1979 e 1985.

Foi também um dos responsáveis pela divisão do PDS, em 1984, e formação da Frente Liberal que, posteriormente se transformou no PFL. A divisão do PDS enfraqueceu a candidatura de Paulo Maluf à Presidência da República, na eleição indireta que levou Tancredo Neves (PMDB) ao cargo.

Aureliano concorreu à sucessão de José Sarney (1985-1990), vice de Tancredo, nas eleições presidenciais de 1989, a primeira votação direta após o regime militar (1964-1985), que teve Fernando Collor de Mello como vitorioso.

Leia mais
  • Saiba mais sobre Aureliano Chaves
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página