Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
23/05/2006 - 11h55

Simon diz que vai manter sua pré-candidatura no PMDB até o fim

Publicidade

FELIPE RECONDO
da Folha Online, em Brasília

Depois da desistência do ex-presidente Itamar Franco de disputar a presidência da República pelo PMDB, o senador Pedro Simon (PMDB-RS) reforçou nesta terça-feira o discurso de pré-candidato.
Independentemente da posição das diversas alas do PMDB sobre a conveniência de liberar o partido para fazer alianças regionais, Simon disse que levará sua pré-candidatura até a convenção da legenda, marcada para o dia 11 de junho.

"Não vou desistir. Vou até o fim", disse. "Estou tentando fazer que os governistas entendam que eles seguem um processo sem volta, de quase implosão do PMDB. É quase um crime deixar o PMDB de fora das eleições", afirmou.

Simon adiantou que pretende conversar nos próximos dias com o presidente da legenda, Michel Temer (SP), e com os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e José Sarney (PMDB-AP), principais críticos à tese de candidatura própria.

O senador repete a tese de que a candidatura do PMDB seria uma "terceira via" na eleição deste ano, uma opção para os eleitores descontentes com o PSDB, de Geraldo Alckmin, e com o PT, do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Simon tem o apoio de Anthony Garotinho, que na pré-convenção do PMDB disse que desistiria da candidatura em favor do senador gaúcho, e deve buscar o apoio de Itamar Franco.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre eleições de 2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página