Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
04/07/2006 - 11h01

STF pede por sigilo para CPI dos Sanguessugas, mas relator reage

Publicidade

ANDREZA MATAIS
da Folha Online, em Brasília

O presidente da CPI dos Sanguessugas, Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), disse hoje que recebeu um ofício do STF (Supremo Tribunal Federal), que reforçou seu pedido para que a comissão mantenha o sigilo sobre os 15 parlamentares investigados por suposto envolvimento na chamada "máfia das ambulâncias". A solicitação foi feita pelo relator do caso no STF, ministro Gilmar Mendes.

"A CPI tem autonomia e independência e não vai ficar cerceada pelo sigilo. Ela vai ter que investigar e se for necessário haverá quebra de sigilo no momento oportuno", reagiu o senador Amir Lando (PMDB-RO), relator da CPI.

Hoje, a CPI toma os primeiros depoimentos sobre o caso. Serão ouvidos como convidados o delegado da PF, Tardelli Boaventura, que conduziu a "Operação Sanguessuga", e o procurador da República em Mato Grosso, Mário Lúcio Avelar.

A CPI já recebeu até agora os inquéritos de 12 dos 15 parlamentares investigados e deve ter acesso hoje aos três restantes. Para preservar o sigilo dos documentos Biscaia determinou que os parlamentares tenham acesso à papelada somente com horário e local determinados.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a CPI dos Sanguessugas
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página