Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
01/08/2006 - 19h21

PTB ameaça expulsar parlamentares envolvidos na máfia das ambulâncias

Publicidade

da Folha Online

O PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) divulgou nota nesta terça-feira para esclarecer que medidas tomará com relação a parlamentares do partido que tiveram seus nomes envolvidos com a máfia das ambulâncias.

Segundo a nota, o partido "não pactuará com irregularidades cometidas por integrantes da legenda", mas "aguardará o julgamento do STF (Supremo Tribunal Federal) para tomar providências".

Assim, ainda de acordo com o comunicado, se as investigações do Ministério Público e da Polícia Federal confirmarem o envolvimento dos membros do partido, "o PTB expulsará de seu quadro o parlamentar, mesmo que reeleito".

Ao todo, 17 membros do PTB foram envolvidos no escândalo, todos deputados: Carlos Dunga (PB) Cleuber Carneiro (MG), Jonival Lucas Júnior (BA), Josué Bengston (PA), Iris Simões (PR), Edir de Oliveira (RS), Fernando Gonçalves (RJ), Nilton Capixaba (RO), José Militão (MG), Eduardo Seabra (AP), Osmânio Pereira (MG), Jeferson Campos (SP), Alceste Almeida (RR), Ricarte de Freitas (MT), Neuton Lima (SP), Edna Macedo (SP), Elaine Costa (RJ).

Leia mais
  • Veja lista dos 57 parlamentares investigados pela CPI dos Sanguessugas
  • Veja nova lista de 33 parlamentares suspeitos de integrar a máfia

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Leia a cobertura completa sobre a crise em Brasília
  • Enquete: os partidos devem expulsar os parlamentares citados na lista da CPI dos Sanguessugas?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página