Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
03/08/2006 - 13h29

Petista quer expulsar ex-presidente do diretório do CE citado por sanguessuga

Publicidade

FELIPE RECONDO
da Folha Online, em Brasília

O deputado Paulo Rubens Santiago (PT-PE), integrante da CPI dos Sanguessugas, vai pedir ao presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, que abra um processo ético --que pode levar à expulsão-- contra José Airton Cirilo, ex-presidente do PT cearense e membro do diretório regional.

Santiago diz ter evidências que provam que Cirilo recebeu dinheiro proveniente da quadrilha que desviava recursos do Orçamento da União por meio da compra superfaturada de ambulâncias --esquema que ficou conhecido como máfia dos sanguessugas.

Nos depoimentos de Luiz Antônio Trevisan Vedoin, sócio da Planam --empresa que articulava o esquema--, Cirilo é citado como intermediário das negociações em favor da empresa junto ao Ministério da Saúde.

Segundo Luiz Antônio, Cirilo teria tentado fazer lobby junto ao BNB (Banco do Nordeste do Brasil) para conseguir um financiamento para que a Planam se instalasse na Bahia.

Para Santiago, o processo interno no PT evitaria que outros membros que tiveram seus nomes envolvidos, como o ex-ministro Humberto Costa, ficassem expostos.

Leia mais
  • Veja lista dos 57 parlamentares investigados pela CPI dos Sanguessugas
  • Veja nova lista de 33 parlamentares suspeitos de integrar a máfia

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Leia a cobertura completa sobre a crise em Brasília
  • Enquete: os partidos devem expulsar os parlamentares citados na lista da CPI dos Sanguessugas?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página