Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/08/2006 - 11h51

CPI dos Sanguessugas absolve 18 parlamentares

Publicidade

ANDREZA MATAIS
da Folha Online, em Brasília

A CPI dos Sanguessugas não encontrou provas contra 18 dos 90 parlamentares que foram investigados por suposta participação com a máfia das ambulâncias. Os processos abertos contra esses parlamentares serão arquivados "por falta de provas", conforme o relatório da comissão divulgado nesta quinta-feira.

Os demais 72 nomes terão seus nomes encaminhados para os Conselhos de Ética da Câmara e do Senado com pedido de abertura de processo por quebra de decoro parlamentar. A maioria deles recebeu dinheiro na própria conta ou de pessoas próximas da Planam, empresa cabeça do esquema.

O deputado Saraiva Felipe (PMDB-MG), que está na lista dos inocentados, poderá ser novamente investigado pela CPI. Ele poderá entrar numa segunda etapa, mas por sua gestão no Ministério da Saúde.

O empresário Luiz Antônio Trevisan Vedoin, da Planam, teria afirmado que como parlamentar Saraiva não participou do esquema, mas não o isentou como ministro. É o ministério quem liberava o dinheiro das emendas que eram desviadas.

Confira a lista dos parlamentares absolvidos:

Benedito de Lira (PP-AL)
Dr. Heleno (PSC-RJ)
Eduardo Gomes (PSDB-TO)
Feu Rosa (PP-ES)
Gilberto Nascimento (PMDB-SP)
Helenildo Ribeiro (PSDB-AL)
Itamar Serpa (PSDB-RJ)
Jefferson Campos (PTB-SP)
Josias Quintal (PSB-RJ)
Mario Negromonte (PP-BA)
Nélio Dias (PP-RN)
Nilton Baiano (PP-ES)
Paulo Magalhães (PFL-BA)
Ribamar Alves (PSB-MA)
Fernando Estima (PPS-SP)
Saraiva Felipe (PMDB-MG)
Teté Bezerra (PMDB-MT)
Zelinda Novaes (PFL-BA)

Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Leia a cobertura completa sobre a crise em Brasília
  • Enquete: os partidos devem expulsar os parlamentares citados na lista da CPI dos Sanguessugas?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página