Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
17/08/2006 - 16h20

Presidente do TSE diz que renúncia de sanguessugas é "drible"

Publicidade

ANDREZA MATAIS
da Folha Online, em Brasília

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Marco Aurélio Mello, disse nesta quinta-feira que espera do Congresso o julgamento dos parlamentares acusados pela CPI dos Sanguessugas de apresentarem emendas ao Orçamento da União em troca de propina. O ministro considerou que o país vive um momento de "purificação" e que sentimentos de impunidade não podem vingar.

O ministro classificou como um "drible" a estratégia de alguns parlamentares de renunciarem aos mandatos para escapar de processos de cassação. "O drible é sempre possível, agora a renúncia é um ato de vontade, mas tem do outro lado um valor maior que é a concepção do eleitor", observou.

Até agora apenas o deputado Coriolano Sales (PFL-BA) renunciou ao mandato, mas a expectativa é que outros envolvidos no esquema dos sanguessugas façam o mesmo até terça-feira, quando termina o prazo.

Para o presidente do TSE, no entanto, o eleitorado também é responsável por punir os parlamentares envolvidos em corrupção. O ministro alertou que cabe ao eleitor "o julgamento final" dos acusados. "O eleitor é o grande responsável pelos anos subseqüentes. Ele tem que perceber que o voto tem eficácia duradoura e repercute na vida do eleitor", advertiu.

Julgamento

O ministro afirmou que o TSE ainda vai analisar sobre a consulta do líder do PDT na Câmara, deputado Miro Teixeira (RJ), que sugere que os candidatos eleitos que respondam a processos de corrupção não tomem posse.

Marco Aurélio ponderou que a atuação da Justiça é vinculada ao direito posto. "Não podemos substituir as regras existentes, mas interpretá-las, e é isso que estamos fazendo", disse. Segundo ele, é o Congresso quem tem que mudar as leis se achar necessário.

Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  • Enquete: os partidos devem expulsar os parlamentares citados na lista da CPI dos Sanguessugas?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página