Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/08/2006 - 14h56

PT-SP consegue liminar contra campanha da associação Transparência Brasil

Publicidade

da Folha Online

O diretório paulista do PT informou que conseguiu nesta nesta sexta-feira uma liminar no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) contra campanha da associação Transparência Brasil. A campanha, publicada no site da entidade na internet, "exorta o eleitor a não votar em mensaleiros, sanguessugas e implicados em outros escândalos".

Segundo o manifesto "Não Vote em Mensaleiro", que não menciona partidos, deputados indiciados criminalmente tentam a reeleição para conseguir foro especial.

"Alvos de processos movidos pelo Ministério Público, indivíduos responsáveis tanto pela distribuição quanto pela recepção de subornos buscam na reeleição proteção contra a Justiça", diz o texto.

Para o PT, entretanto, a campanha é ofensiva e a Transparência Brasil "se excedeu". Segundo o pedido, assinado pelo presidente do PT-SP, Paulo Frateschi, a campanha "acaba por tisnar a honra e a moral de seus candidatos". Para o presidente, a situação "inverte o princípio da presunção de inocência" pois, na lógica da campanha, "ter sobre si qualquer suspeita já significa ser culpado".

Procurada pela reportagem, a Associação Transparência Brasil não foi encontrada para comentar a informação do PT.

Leia mais
  • Folha entrevista candidatos ao governo do Rio

    Especial
  • Leia cobertura completa das eleições 2006
  • Enquete: o horário eleitoral muda ou não o seu voto?
  • Enquete: você assiste ao horário eleitoral gratuito?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página