Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
23/08/2006 - 15h28

Lula substitui funcionário da Saúde que iria representá-lo em evento por petista

Publicidade

ANDREZA MATAIS
da Folha Online, em Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desistiu de enviar como seu representante para um evento de campanha o secretário de gestão participativa do Ministério da Saúde, Antonio Alves de Souza.

A assessoria da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas informou que a poucos minutos do início do debate, Antonio Alves foi substituído por Conceição Resende, que é ligada ao PT e não ocupa cargo no ministério.

O comando da campanha de Lula à reeleição não informou ao evento o motivo da substituição, que coincidiu com a divulgação pela imprensa de que Lula havia escolhido um funcionário do Ministério da Saúde para representá-lo num evento de campanha, na hora do expediente, o que poderia se configurar em crime eleitoral.

Antonio Alves de Souza era chefe-de-gabinete do ex-ministro Humberto Costa, investigado pela CPI dos Sanguessugas por suposto envolvimento com a máfia das ambulâncias. O hoje secretário de gestão do Ministério da Saúde foi citado por Luiz Antônio Trevisan Vedoin, nos depoimentos que prestou à Justiça de Mato Grosso e à CPI.

Conceição Resende faz parte da coordenação setorial nacional de Saúde do PT. Ela também coordena a comissão temática de Saúde do PT.

Pela manhã, o candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, esteve no evento. Com exceção de Lula, os demais candidatos não aceitaram o convite, nem mandaram representantes.

Leia mais
  • Lula manda funcionário da Saúde representá-lo em evento de campanha
  • Lula mantém chance de vencer no 1º turno e tem aprovação recorde, diz Datafolha

    Especial
  • Leia cobertura completa das eleições 2006
  • Enquete: o horário eleitoral muda ou não o seu voto?
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página