Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
12/09/2006 - 10h06

Suassuna dispensa advogado para depor no Conselho de Ética

Publicidade

da Folha Online

O senador Ney Suassuna (PMDB-PB) vai comparecer sem advogado ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, que abriu processo para apurar a quebra de decoro parlamentar. Seu depoimento está marcado para ter início às 10h desta terça-feira.

Ele é um dos três senadores citados no relatório final da CPI dos Sanguessugas, que investiga a participação dele no esquema que ficou conhecido como a máfia da ambulâncias.

Além de Suassuna, são acusados de envolvimento no esquema de fraude os senadores Magno Malta (PL-ES) e Serys Slhessarenko (PT-MG).

De acordo com a assessoria do senador paraibano, além de dispensar advogados, Suassuna não vai pedir que a reunião seja fechada.

Hoje, o senador deve ainda apresentar sua defesa e poderá indicar testemunhas que prestem depoimento a seu favor.

Com Agência Senado

Leia mais
  • Câmara já notificou 51 deputados envolvidos com sanguessugas
  • Conselho começa a ouvir nesta terça acusados de envolvimento com máfia

    Especial
  • Leia especial sobre a máfia dos sanguessugas
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página