Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
12/09/2006 - 13h01

Suassuna critica Biscaia e membros da CPI em depoimento ao Conselho

Publicidade

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

No depoimento ao Conselho de Ética do Senado, o senador Ney Suassuna (PMDB-PB) fez duras críticas a membros da CPI dos Sanguessugas --que investiga a compra superfaturada de ambulâncias. Suassuna criticou, em especial, a conduta do presidente da CPI, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ).

Segundo o senador, Biscaia, como juiz da comissão, deveria manter-se neutro nas investigações. "Eu não entendo como alguém na condição de juiz pode se comportar dessa forma, fazendo pré-julgamentos ao meu respeito", afirmou.

Na semana passada, Biscaia confirmou em depoimento ao Conselho de Ética do Senado que Suassuna teria dito em conversa reservada entre os dois que "pelo menos 90% dos parlamentares do Congresso levam beiradas de emendas [parlamentares]".

O presidente da CPI, depois de acompanhar depoimento do empresário Darci Vedoin ao Conselho de Ética, também disse que o sócio da Planam tinha "jogado pá de cal" na possibilidade de defesa de Suassuna --tamanha a quantidade de provas contra o senador.

No depoimento de hoje, Suassuna disse que Biscaia deve ter "confundido o interlocutor" da frase. O senador afirmou nunca ter dito que 90% dos parlamentares levam "beiradas de emendas" e acusou Biscaia de estar mentindo. "Só pode ser vaidade. Ele se acha o dono do mundo neste momento", criticou.

O senador também considerou estranho Biscaia ter comentado publicamente o depoimento de Darci Vedoin, já que a reunião do Conselho para ouvir o empresário foi fechada. "Como ele fala que foi pá de cal e comenta isso com todo mundo se o depoimento era fechado?", questionou Suassuna.

Informações negadas

O senador também acusou membros da CPI de terem se negado a repassar informações sobre as supostas irregularidades contra ele.

"Os quatro cavalheiros da CPI vazavam todas as notícias para a imprensa. Eu mandava meu advogado até lá e não conseguia nada. E logo depois, via publicado na imprensa", afirmou o senador, ao referir-se aos principais dirigentes da CPI --o presidente Antonio Carlos Biscaia, o vice-presidente Raul Jungmann (PPS-PE) e os sub-relatores Carlos Sampaio (PSDB-SP) e Fernando Gabeira (PV-RJ).

Leia mais
  • CPI dos Sanguessugas vai investigar mais três parlamentares
  • CPI dos Sanguessugas denuncia 72 parlamentares; veja lista
  • CPI dos Sanguessugas absolve 18 parlamentares

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a máfia das ambulâncias
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página