Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
28/09/2006 - 21h00

Para Alckmin, Lula foge de debate para não explicar escândalos

Publicidade

da Folha Online

O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, divulgou agora à noite em site oficial de sua campanha, nota de repúdio à ausência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pelo PT, ao debate entre presidenciáveis realizado pela rede Globo.

Na nota, Alckmin chama Lula de "fujão" e diz que o petista não vai comparecer ao debate porque "não tem como explicar a seqüencia de escândalos que envolvem seu Governo."

Ao invés de comparecer ao debate, Lula realiza comício com sindicalistas e movimentos sociais em São Bernardo do Campo, São Paulo.

O presidente justificou em carta enviada a Globo a recusa do convite e creditou a adversários o motivo. "É fato público e notório o grau de virulência e desespero de alguns adversários, que estão deixando em segundo plano o debate de propostas e idéias, para se dedicar, quase exclusivamente, aos ataques gratuitos e agressões pessoais", disse.

Alckmin classificou de "vergonha" e afirmou que "o presidente do Brasil não pode aparecer em programas que visam esclarecer a opinião pública porque não tem como responder às perguntas."

Sem o petista, o debate conta com a presença dos candidatos Geraldo Alckmin (PSDB), Heloísa Helena (PSOL) e Cristovam Buarque (PDT) --que devem continuar a atacar o presidente por sua ausência.

Especial
  • Leia cobertura completa das eleições 2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página