Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
30/10/2006 - 00h29

Tucana Yeda Crusius é eleita governadora do RS; leia perfil

Publicidade

da Folha Online

Quarta filha de seis irmãos, a governadora eleita do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), venceu em segundo turno neste domingo com 53,94% dos votos válidos, contra 46,06% obtidos por Olívio Dutra (PT).

Yeda nasceu em São Paulo em 26 de julho de 1944. O pai era representante comercial e a mãe, dona-de-casa. Da mãe, herdou o talento para os esportes --ambas foram jogadoras de vôlei. Do pai, a paixão pela política.

Para educar os filhos, o pai de Yeda morreu sem conseguir ter uma casa própria. Graduada pela USP, obteve bolsa de estudos para o mestrado nos Estados Unidos, na universidade de Vanderbilt (Nashville). Lá, conheceu outro jovem economista que também fazia mestrado, Carlos Augusto Crusius, natural de Passo Fundo (RS).

Divulgação
Casaram-se e decidiram morar em Porto Alegre em 1970. Tornaram-se os dois professores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Yeda está no PSDB desde 1990. Durante o governo do presidente Itamar Franco, em 1993, foi ministra do Planejamento. No ano seguinte, conseguiu se eleger deputada federal com mais de cem mil votos, a terceira maior votação no Rio Grande do Sul. Em 1998 e 2002, foi reeleita para o cargo.

Neste ano, conseguiu ser escolhida a candidata do PSDB para o governo em uma coligação que incluiu também PPS, PFL, PAN, PRTB, PHS, PTC, Prona e PT do B.

Vitoriosa, Yeda vai substituir Germano Rigotto, que elegeu-se governador em 2002 pelo PMDB, tentou ser candidato a Presidência da República pelo partido, mas desistiu após o PMDB decidir ficar neutro na eleição.

Posteriormente Rigotto não conseguiu se reeleger no Estado. Em terceiro lugar, acabou de fora do segundo turno da eleição, que teve Yeda e Olívio Dutra (RS).

A derrota de Rigotto reflete a crise econômica enfrentada pelo Rio Grande do Sul desde 2005, quando a seca afetou a produção agrícola.

Além disso, o dólar fraco afetou importantes setores da indústria gaúcha, como de couro, sapatos e máquinas agrícolas.



Leia mais
  • Imprensa internacional destaca reeleição e "renascimento" de Lula
  • Reeleito, Lula diz que vai priorizar coalizão e reforma política
  • Lula diz que no 2º mandato vai transformar Brasil em país desenvolvido

    Especial
  • Veja apuração completa no Rio Grande do Sul
  • Leia cobertura completa das eleições 2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página