Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/11/2006 - 01h18

Morre aos 70 anos o senador peemedebista Ramez Tebet

Publicidade

da Folha Online

O senador Ramez Tebet (PMDB-MS) morreu na noite desta sexta-feira, por volta das 23h30, em Campo Grande (MS). Tebet estava em sua casa, com os quatro filhos e a esposa.

O senador sofria de câncer no fígado e havia sido internado no final de outubro no hospital Albert Einstein, em São Paulo, por causa de uma infecção causada por reações alérgicas após trocar a medicação utilizada na quimioterapia.
Lula Marques/Folha Imagem
O senador Ramez Tebet, morto nesta sexta-feira, aos 70 anos
O senador Ramez Tebet, morto nesta sexta-feira, aos 70 anos


A situação estava sob controle e, há uma semana, ele foi liberado do hospital para continuar o tratamento em sua casa, em Campo Grande. Na ocasião, Tebet acreditava que poderia voltar a trabalhar no Senado na próxima semana.

Na sexta-feira, porém, o quadro se agravou. Ele voltou a sentir problemas respiratórios. Alguns anos atrás, Tebet havia lutado e superado um tumor no pulmão. Ele também já havia sofrido com um câncer na bexiga.

Durante a sexta-feira, Tebet permaneceu sem falar e respondendo apenas a alguns estímulos. Embora conseguisse respirar sozinho, ele era auxiliado por um aparelho para eliminar a secreção pulmonar. Segundo sua assessoria de imprensa, tratava-se de uma medida para dar mais conforto ao paciente.

Tebet completou 70 anos no último dia 7 de novembro. Ele cumpria seu segundo mandato como senador pelo PMDB e ficaria na Casa até o fim de 2011. Ele será substituído por seu primeiro suplente, Valter Pereira de Oliveira (PMDB). O corpo do senador deverá ser enterrado hoje em sua cidade natal.

O velório deve acontecer na manhã deste sábado na Assembléia Legislativa de Campo Grande. À tarde, o corpo seguirá para Três Lagoas (300 km da capital), cidade natal do senador, onde será velado e enterrado.

Biografia

Nascido em Três Lagoas (MS), em 1936, Tebet era advogado, formado pela Faculdade de Direito da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), em 1959. Na vida pública, Tebet também atuou no Executivo. Nos anos 70, ele foi prefeito de sua cidade natal.

Atuou também como secretário de Justiça, vice-governador e governador de Mato Grosso do Sul. Já nos anos 90, foi ministro da Integração Nacional na gestão do presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Entre 20 de setembro de 2001 a 31 de janeiro de 2003, Tebet foi o presidente do Senado Federal.

Tebet deixa a esposa Fairte Nassar Tebet e quatro filhos: Simone Nassar Tebet (advogada e atual prefeita de Três Lagoas), Eduarda Nassar Tebet (médica), Rodrigo Nassar Tebet (professor) e Rames Nassar Tebet (advogado).

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Ramez Tabet
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página