Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
21/06/2007 - 14h07

Formigas usam resina para aumentar chances de sobrevivência

Publicidade

da France Presse, em Genebra

Cuidadosas, as formigas melhoram suas chances de sobrevivência coletando resina para desinfetar quimicamente os formigueiros. A descoberta foi anunciada nesta quinta-feira por cientistas da Universidade de Lausanne, na Suíça.

Formigas da madeira (Formica paralugubris), observadas pelos cientistas, coletam bolas de resina sólida de conífera de até 7 a 8 milímetros de diâmetro e as usam para proteger suas casas contra patógenos de bactérias e cogumelos venenosos, afirmaram os cientistas.

"A presença de resina aumenta fortemente a sobrevivência das F. paralugubris adultas e larvas expostas a bactérias Pseudomonas fluorescens e a sobrevivência de larvas expostas aos fungos Metarhizium anisopliae", afirmaram em um trecho de seu artigo publicado na revista "Proceedings of the Royal Society'.

"Esses resultados mostram que as formigas da madeira capitalizam as defesas químicas que evoluíram em plantas para se proteger coletivamente contra patógenos", acrescentaram.

Em um comunicado posterior publicado pela Swiss National Science Foundation, os cientistas de Lausanne --Michel Chapuisat, Philippe Christe, Pasqualina Magliano e Anne Oppliger-- disseram que a descoberta "mostra a capacidade formidável dos insetos sociais de tomarem medidas de saúde pública dentro de uma colônia".

As formigas não são as únicas espécies a usar a resina dessa forma. Muitas aves e alguns mamíferos também incorporam o material a seus ninhos, acrescentaram os cientistas.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página