Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/01/2010 - 11h15

Plástico bolha faz 50 anos com sucesso entre gerações

Publicidade

da France Presse, em Washington

O plástico bolha, plástico que protege objetos frágeis graças a suas pequenas bolhas de ar famosas por seu barulho "pop" que fazem ao explodir, comemorou nesta segunda-feira (25) seus 50 anos, anunciou a fabricante Sealed Air.

Criado por dois engenheiros --o suíço Marc Chavannes e o americano Al Fielding-- como um papel texturizado e logo como um isolante, este famoso plástico cujas bolhas foram explodidas por gerações de crianças e adultos alcançou o sucesso graças à ideia de usá-lo como material de embalagem.

"Segundo a lenda, Chavannes estava em um avião no aeroporto de Newark (Nova Jersey, noroeste dos Estados Unidos) quando teve seu momento "Eureka'", explicou em um comunicado a Sealed Air, com sede em Nova Jersey.

Ao observar a forma como as nuvens pareciam amortecer o avião, "teve a ideia de substituir os velhos papéis de embalagem e os papéis de jornal na hora de proteger objetos frágeis".

Logo, os criadores melhoraram o produto até obter o plástico bolha que se conhece hoje em dia, com suas bolhas de ar tão apertadas que fazem barulho ao serem pressionadas.

Cultura pop

"Nenhum dos inventores poderia imaginar que este inteligente conceito de papel de embalagem se converteria em um fenômeno da cultura pop", explica a empresa, ao destacar que a página do Facebook do plástico bolha tem mais de dois milhões de fãs.

O fabricante inclusive criou no seu site um jogo em que os internautas tem que explodir bolhas de vários tamanhos. O jogo também tem aplicativos para telefones celulares como o iPhone.

Esta invenção é a galinha dos ovos de ouro da Sealed Air, que possui a marca registrada "Bubble Wrap (TM)" e tem um volume de negócios de mais de US$ 4 bilhões em 52 países.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página