Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
29/11/2005 - 12h33

Estagiário de 18 anos é preso pela PF por desvio de R$ 3 mi do INSS

Publicidade

da Folha Online

Em nova ação contra fraudadores da Previdência Social, a Polícia Federal deflagrou a "Operação Resgate" e prendeu George Waldemiro Moreira Filho, acusado de cometer os crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, estelionato contra autarquia previdenciária e inserção de dados falsos em banco de dados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Se condenado, Moreira Filho pode entrar para a história como um dos mais jovens fraudadores da Previdência: tem 18 anos. Ele entrou no INSS como estagiário de nível médio em março de 2003. Atualmente, cursa direito.

Divulgação
Carros da marca Audi apreendidos pela PF
As investigações da PF constataram que Moreira Filho vinha inserindo dados falsos nos sistemas do INSS utilizando senhas de outros servidores do instituto.

Estima-se que o esquema liderado pelo estagiário do INSS tenha desviado R$ 3 milhões dos cofres públicos. A "Operação Resgate" já teria recuperado R$ 2 milhões por meio do bloqueio de contas bancárias e apreensão de veículos --três Audi, um Astra e um Ford Fiesta. Também foram apreendidos equipamentos eletrônicos, como computadores de última geração, televisores de plasma, móveis de luxo e roupas de marcas famosas.

A PF informou que as investigações prosseguem para a recuperação do restante do dinheiro desviado e a apuração de outros envolvidos. Moreira Filho encontra-se detido na custódia da Superintendência Federal em São Paulo.

Especial
  • Leia mais sobre fraude contra a Previdência
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página