Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/02/2001 - 14h18

Roberto Carlos recebe indenização de R$ 2,5 milhões da Sony

Publicidade

da France Presse, no Rio de Janeiro

A gravadora Sony Music do Brasil pagará uma indenização de R$ 2,5 milhões ao cantor e compositor Roberto Carlos.

O cantor reclamava na Justiça o pagamento de cotas atrasadas de seu contrato e uma indenização que chegariam a R$ 4,5 milhões.

Roberto Carlos alegava que estas cotas se referiam aos direitos autorais devidos pela venda de seus discos. A Sony se defendia dizendo que tinha antecipado pagamentos ao cantor para ajudá-lo no tratamento médico de sua mulher, Maria Rita, que morreu em 1999, vítima de um câncer.

Depois de uma série de negociações, Roberto Carlos chegou a um acordo com a Sony e receberá R$ 2,5 milhões de indenização.

Roberto Carlos iniciou sua carreira na Sony em 1960 - quando a gravadora ainda se chamava CBS - com o lançamento de um disco de 78 rotações por minuto, com as músicas "Canção do Amor Nenhum" e "Broto Sem Juízo".
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página