Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/06/2001 - 21h29

"Estrela-Guia" termina com ibope menor que o da antecessora

Publicidade

da Folha Online

Apesar de a novela ter conseguido alcançar a maior média do horário das 18h da rede Globo desde 1995, o último capítulo de "Estrela-Guia" teve média menor que o capítulo final da antecessora, "O Cravo e a Rosa".

A audiência de hoje, segundo a prévia do Ibope, ficou em torno de 31 pontos. "O Cravo e a Rosa", que recuperou o prestígio do horário, teve média de 43 pontos no capítulo final. "Força de Um Desejo" e Pecado Capital", as tramas que foram exibidas anteriormente pela Globo, só obtiveram média de 20 pontos. Somente na segunda-feira serão conhecidos os resultados oficiais do ibope de "Estrela-Guia".

Mesmo não superando a antecessora no capítulo final , "Estrela-Guia", protagonizada pela cantora Sandy e por Guilherme Fontes, obteve a melhor média de audiência no horário desde 1995, ano em que foi exibida "História de Amor". "História de Amor", protagonizada por Regina Duarte, teve média de 35 pontos, e "Estrela-Guia" alcançou 31 pontos.

Nos 20 primeiros capítulos, a novela de Sandy conseguiu uma audiência de 32 pontos, dois a mais que os primeiros capítulos de "O Cravo e a Rosa". No início da trama, os pais da garota Cristal morreram num incêndio, e ela foi entregue à tutela do padrinho Tony. Hoje, Cristal e Tony terminaram a novela batizando a filha, cujo nome, Esperança, foi escolhido pelo padrinho, Bernardo (Thiago Fragoso).

Cada ponto no Ibope equivale a 80 mil aparelhos de TV ligados na Grande São Paulo.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página