Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
01/02/2002 - 04h36

Roberto e Erasmo são condenados por plágio

Publicidade

CARLA MENEGHINI
da Folha de S.Paulo, no Rio

Os cantores Roberto e Erasmo Carlos foram condenados anteontem a pagar R$ 1,7 milhão ao compositor Sebastião Ferreira Braga. Eles foram acusados de plagiar uma música de Braga para compor "O Careta".

A sentença determina ainda a inclusão de Braga como autor nos discos que contenham a canção e a publicação do nome de Braga como autor verdadeiro nos principais jornais do país.

O processo foi julgado em primeira instância pela 29ª Vara Cível do Rio. Roberto e Erasmo têm 15 dias para recorrer.

Roberto Carlos afirmou, por meio de sua assessoria, que não se pronunciaria sobre o caso até que seu advogado definisse que providências tomar. Até o fechamento desta edição, não houve resposta.

O valor da indenização corresponde a danos materiais, incluindo direitos autorais, de vendagem e execução pública no Brasil e no exterior, além dos custos judiciais e honorários.

Braga deu entrada na ação em 1990, afirmando que a dupla havia plagiado sua música "Loucuras de Amor" (1983) para compor "O Careta" (1987), do disco "Tô Chutando Lata".
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página