Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/06/2002 - 08h34

Em DVD, Roberto Carlos mostra o que fez somente para a MTV

Publicidade

MARCELO BARTOLOMEI
Editor de entretenimento da Folha Online

Mais de um ano depois da gravação do show "Acústico MTV" do cantor e compositor Roberto Carlos, 61, no Rio de Janeiro, chega às lojas o DVD da gravação cuja exibição foi vetada pela Globo, que detém os direitos de imagem do artista. O DVD traz um show inédito, feito somente para a MTV.

Na época, a inovação -levar Roberto Carlos ao público da MTV- rendeu apenas um CD e três videoclipes que puderam ser exibidos na emissora paulistana, que foi proibida de exibir o show na totalidade logo após sua gravação.

A decisão de não exibir o trabalho ocorreu em acordo entre as duas emissoras e o próprio Roberto Carlos, em maio de 2001. No início, a Globo pretendia fazer uma parceria com a MTV para gravar o "Acústico", mas a emissora não aceitou a proposta e fez tudo sozinha.

Mesmo restrito a uma pequena parcela de público, o DVD, lançado pela Sony Music, também será visto nos shows do cantor, que começaram em abril passado em uma turnê para apresentar o "Acústico" pelo país.

No DVD, Roberto Carlos canta sucessos antigos e músicas que compôs para Maria Rita, sua mulher, morta vítima de câncer há mais de três anos. Em "Detalhes", Roberto Carlos assume o violão e em "O Grude", ele assobia em um trecho da canção.

Depois de impedir a exibição do programa, a Globo produziu um show, apresentado como especial de fim de ano da emissora em 2001, com detalhes semelhantes aos registrados pela MTV.

"O rei está nu"

Os "extras" do "Acústico MTV", no entanto, não apareceram na "cópia" da Globo, já que a apresentação da MTV revela um "rei" frágil e "nu", que fala de Maria Rita, agradece o público e a participação especial de outros músicos.

No meio do show, ele demonstra sua franqueza: antes de cantar "Eu Te Amo Tanto", do seu último CD ("Amor Sem Limite"), ele dedilha o piano, como se fosse tocar, e diz ao público que não sabe tocar, mas que é assim que compõe suas músicas, especialmente as que fez para Maria Rita. Mesmo com os acordes básicos, ele dá início à música, engatando o momento mais saudoso do espetáculo.

Apesar de ter sido uma apresentação simples, o show da MTV teve participações de Samuel Rosa, do Skank, em "É Proibido Fumar" (64); de Toni Bellotto (Titãs), na faixa "É Preciso Saber Viver" (74); e do músico Milton Guedes, como gaitista, em "Parei Na Contramão" (63) e direito a distribuição de rosas no final.

Roberto Carlos canta também "Além do Horizonte" (75), "As Curvas da Estrada de Santos" (69), "Detalhes" (71), "Por Isso eu Corro Demais" (67), "Todos Estão Surdos" (71), "Eu Te Amo Tanto" (2000), "O Grude (Um do Outro)" (2000), "Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo" (68), "O Calhambeque" (64), "Emoções" (81) e "Jesus Cristo" (70).

O DVD sai com tiragem recorde de 100 mil cópias, o dobro do "Acústico Capital Inicial", o mais vendido da série até agora. Somente o CD do "Acústico" de Roberto Carlos, lançado em dezembro passado, já vendeu 1,5 milhão de cópias.

DVD "ACÚSTICO MTV - ROBERTO CARLOS"
Gravadora:
Sony Music
Lançamento: já nas lojas
Preço sugerido: R$ 45
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página