Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
06/08/2002 - 08h57

Ao lado de Thyrso, Manuela, do "BBB 2", reclama de fofocas

Publicidade

da Folha Online

O namoro com Thyrso vai de vento em popa, apesar dos comentários sobre a possível abertura que teria dado a Fabrício durante o "Big Brother 2". "Foi uma brincadeira de mau gosto", disse a estudante Manuela Saadeh, 23, segunda colocada no programa.

"O Thyrso? Ah, o Thyrso... eu amo." Questionada sobre as semelhanças entre ela e o chef de cozinha, Manuela recorre ao namorado. "Não sei. Dá um exemplo 'mor'. Ele está aqui do meu lado", afirmou.

Enquanto a paz reina no namoro, a insatisfação toma conta quando o assunto é o relacionamento com alguns "bigbrothers". Triste com os comentários que tem ouvido sobre ela, a estudante reclama do comportamento de Fabrício, de Thaís e, principalmente, de Jéferson.

"Ele está me decepcionando muito. Está sendo falso e dele eu posso falar porque ele me criticou numa revista. Falou muita besteira de mim. Eu nunca falei mal dele. Só porque eu votei nele? Ah, fala sério, né?"

Leia a seguir trechos da entrevista:

Folha Online - Em que situação você foi convidada para participar do "Big Brother 2"?

Manuela Saadeh -
Eu estava na praia, a menina passou e perguntou se eu queria participar. Parece que eles precisavam de uma menina carioca, não me lembro direito qual era a história. Fiz os testes e entrei. Foi tudo muito rápido.

Folha Online - Durante o programa, qual foi sua maior dificuldade?

Manuela -
Minha maior dificuldade foi o tempo ocioso, não ter o que fazer.

Folha Online - Mas vocês puderam levar algum livro, não é?

Manuela -
Podia levar um livro, mas em 70 dias eu já tinha lido umas cinco vezes, só no hotel [antes de ir para a casa].

Folha Online - Que livro você levou para ler durante o programa?

Manuela -
Levei um do Stephen Hawking, "Uma Breve História do Tempo".

Folha Online - E qual foi a melhor coisa?

Manuela -
A coisa mais legal? Acho que foi eu com o Thyrso (risos).

Folha Online - Quando você começou a se envolver com o Thyrso, você resistiu um pouco, não é?

Manuela -
Eu estava com um pouco de medo, não estava preparada para esse tipo de coisa. Eu entrei lá para jogar. Eu falei assim, vou entrar, vou jogar e vou ganhar. Mas aí eu não joguei nada e não aconteceu nada do que eu tinha previsto. E por isso me confundiu, demorei mais...

Folha Online - Mas o que você chama de jogar?

Manuela -
Achei que eu não ia me envolver com ninguém. Falei, não vou ficar com ninguém para não ter problemas em votação, nestes lances. Mas aí, não adiantou nada. Parece que quanto mais você fala que não vai acontecer, acontece.

Folha Online - A impressão que ficou para quem estava assistindo ao "reality show" é que você percebeu que gostava do Thyrso depois que ele saiu. O que aconteceu de fato? A distância acentuou o sentimento?

Manuela -
Eu já sabia, mas a distância acentua pra caramba. Caiu a ficha legal quando ele saiu.

Folha Online - E a história como o Fabrício?

Manuela -
Aquilo tudo foi uma besteirada. Sabe por quê? Aquela novela ali nunca existiu. Aquilo ali foi uma brincadeira da Globo, entendeu?

Folha Online - Mas e o fato de você dizer para ele que o "lance" de vocês era "out here", ou fora dali?

Manuela -
Aquilo ali foi uma brincadeira de mal gosto e sem noção que eu fiz. Mas não tem nada de "out here". Eu estou com o Thyrso.

Folha Online - Como está seu relacionamento com o Thyrso agora que vocês saíram do programa. Quais são as diferenças?

Manuela -
A diferença é que lá começou do meio, do fim de uma relação, que é você acordar junto, morar junto. É mais que um casamento porque você ainda sai para trabalhar. Ali não, é o dia inteiro colado. O mais estranho foi isso, mas com o amor a gente vence qualquer diferença.

Folha Online - Vocês parecem ser bem diferentes. Você tem um jeito mais independente, decidido. Ele parece ser mais dengoso. O que a atraiu?

Manuela -
Foi tudo, tudo. Mas, de repente, até os opostos se atraem. E a gente é muito parecido.

Folha Online - No que vocês se parecem?

Manuela -
Em tudo, em várias coisas. Dá um exemplo "mor" [neste momento, Manuela faz uma pergunta a Thyrso]. Ele está aqui do meu lado. Baladas, o tipo de música -música eletrônica- e filme de histórias verídicas.

Folha Online - Que situação deixou você mais angustiada durante o programa?

Manuela -
O momento que eu fiquei mais angustiada foi na semana que o Thyrso saiu. Foi a semana pior. Eu fiquei mal, fiquei me aguentando. Se fossem mais dois dias, eu não aguentava. Entregava os pontos.

Folha Online - E no relacionamento com as outras pessoas da casa. O que foi mais complicado?

Manuela -
É estranho. Você vê a diferença dos outros, mas não pode chegar ali e julgar ou criticar e sair andando. Você tem que ficar ali dentro, então você pensa 3.000 vezes antes de falar alguma coisa para alguém. É bem diferente do convívio aqui fora.

Folha Online - Qual é a sua opinião sobre a edição das cenas do "Big Brother Brasil 2"?

Manuela -
Ela [edição] exagera. Ela faz um perfil de cada pessoa. Quer dar ibope, não interessa se vai desmoralizar alguém ou não.

Folha Online - Você ficou chateada com isso? Já conseguiu superar?

Manuela -
Superei, mas fique chateada. Nada a ver chamar o Thyrso de mané, porque de mané ele não tem nada.

Folha Online - E sobre a brincadeira que fizeram com o Thyrso, o chamando de "Chuck - O Brinquedo Assassino?

Manuela -
Aquilo lá é ridículo. O Thyrso sempre puxou meu cabelo de brincadeira.

Folha Online - E sobre dizerem que você não gostava de tomar banho?

Manuela -
Aquilo foi a maior mentirada porque não tinha água quente e a gente estava em pleno frio. Eu tomava banho na jacuzzi, que tinha água quente, e chegava no chuveiro, passava um sabonete e saía.

Folha Online - Sua vida mudou muito depois de sua participação no "reality show", além de estar namorando o Thyrso?

Manuela -
Se foi muita coisa eu não sei, mas mudou alguma coisa. O assédio é bom, mudou para melhor.

Folha Online - Quais são seus projetos para o futuro?

Manuela -
Pretendo seguir com o meu projeto de exportação de pão de queijo, assim que eu tiver tempo. Já tinha há mais dois anos essa idéia.

Folha Online - Você pretende explorar sua imagem, quer entrar para a vida artística?

Manuela -
Eu nunca tive intenção antes, mas agora tem tanta coisa pintando. Eu até vejo, se rola alguma coisa eu faço. Vamos ver se eu dou para a coisa. É até um teste comigo mesmo.

Folha Online - Você já recebeu alguma proposta?

Manuela -
Para propaganda sim, já recebi proposta, mas tem que pedir autorização da Globo. Está uma enrolação. Na carreira artística, o que vier eu vou ver se tenho talento. Eu aceito com o maior prazer.

Leia outras entrevistas com os participantes do "Big Brother 2"

Leia mais notícias sobre o "Big Brother 2"
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página