Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/08/2002 - 00h04

Próxima novela das sete da Globo terá vampiros modernos e humorados

Publicidade

ANA PAULA GRABOIS
da Folha Online, no Rio

Uma tragicomédia romântica. Foi assim que o autor Antonio Calmon definiu a novela "O Beijo do Vampiro", a próxima trama das sete da Globo, que estréia no dia 26 deste mês.

Em encontro com jornalistas realizado hoje à noite no Projac, no Rio de Janeiro, Calmon falou sobre o processo de criação e gravação dos primeiros capítulos da novela ao lado de Marcos Paulo, diretor da trama.

Segundo Calmon, além do elemento de fantasia, a novela vai ter elementos realistas e atuais. Segundo o diretor, a novela vai mostrar basicamente a história de uma mulher que fica viúva e tem que criar os filhos.

No elenco estão nomes como Tarcísio Meira, que vive o vampiro Bóris, Flávia Alessandra, Cláudia Raia (mina), também uma vampira, que segundo a atriz é "liberal e glamourosa". Deborah Secco vive uma mulher sensual, que será vampirizada por Bóris.

Autor de "Vamp", de 1991, Calmon destacou a diferença entre as duas novelas. "Uma é diferente da outra porque esta vai ter um núcleo mais realista e mais forte. Vamp foi cult, os artistas gostaram, a imprensa também, mas a dona de casa não gostou", disse.

O autor acredita que a novela fará sucesso entre os pré-adolescentes, por causa dos efeitos especiais, e a dona de casa, por causa do núcleo realista e por ter como personagem principal uma dona de casa dedicada.

O ator Luís Gustavo, que faz o papel de um caçador de vampiros chamado Galileu, disse que acredita que seu personagem vai cair no gosto das crianças, mas também está certo de que a novela terá um grande apelo para o público masculino. "Os personagens masculinos da novela são muito simpáticos", disse.

Já o ator Thiago Lacerda destacou o seu primeiro papel como um chefe de família no papel de Beto, personagem que morre no oitavo capítulo.

A atriz Cláudia Raia, que está grávida e fará o papel de uma vampira grávida, elogiou o texto de Calmon e disse que está tendo que fazer uma maquiagem que dura três horas.

Cidade cenográfica

Uma cidade cenográfica dividida entre casarões medievais e construções modernas foi construída no Projac para as gravações da novela. A cidade, batizada de Maramores foi inspirada na cidade de Praga e no bairro da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

A cidade, de 6 mil metros quadrados, foi construída em dois meses.

Filtro solar

Os vampiros criados por Calmon têm algumas características bem modernas. Em "O Beijo do Vampiro", eles andarão por entre as pessoas e usando filtro solar com altíssimo fator de proteção e cremes contra queimaduras de água-benta. Os vampiros desta novela também têm certos 'princípios'. Politicamente 'incorretos', do ponto de vista 'vampiresco', eles não podem morder crianças, idosos, mulheres grávidas e nem deficientes físicos.

Para criar seus vampiros modernos, Calmon se baseou no "Baile dos Vampiros", de Roman Polanski, e no livro "Drácula", de Bram Stoker.

Trama

Passada na cidade fictícia de Maramores, a trama será centrada no personagem de Lívia (Flávia Alessandra) que começa a ter seu destino traçado no século 12, quando o vampiro Bóris (Tarcísio Meira) se apaixona perdidamente pela moça e decide conquistá-la a qualquer custo, sem se importar com tempo ou lugar.

As primeiras cenas de "O Beijo do Vampiro", que serão exibidas logo nos primeiros capítulos da novela e, depois, como flashbacks, foram gravadas em um castelo que fica na cidade Vila Nova da Barquinha, em Portugal.

A trama começa contando a história de Lívia (Flávia Alessandra), Beto (Thiago Lacerda) e Bóris (Tarcísio Meira) em uma vida passada. Na época medieval, Lívia é a princesa Cecília, Beto, o conde Rogério, e Bóris, o duque Bóris.

Em uma noite de festa e dança, Cecília e Rogério, apaixonados, comemoram seu noivado com a família real, quando a chegada do cruel duque Bóris substitui a felicidade que antes dominava o castelo do rei Dagoberto (Eduardo Conde) por medo e apreensão.

Impressionado com a beleza da princesa Cecília, o selvagem duque Bóris resolve conquistar e seduzir a moça, sem se importar com a presença do noivo, o conde Rogério. Indignado com a atitude do duque, o conde Rogério resolve enfrentá-lo, começando assim uma acirrada luta entre o bem e o mal. Para ajudar o conde e a família real, frei Abelardo (Celso Frateschi), com crucifixo em punho, revela aos demais que o duque Bóris e seus homens são vampiros.

A fase atual começa com a apresentação da história de Lívia (Flávia Alessandra), seu marido Beto (Thiago Lacerda) e os filhos deles, Zeca (Kayky Britto), Tetê (Renata Nascimento) e Juninho (Guilherme Vieira).

Típico casal de classe média alta do Rio de Janeiro, Lívia e Beto são apaixonados e vivem felizes com suas crianças em um condomínio na Barra da Tijuca. Mas no desenrolar da história serão envolvidos em uma complexa trama de luta entre o bem e o mal.

Leia mais:

  • Saiba quem são os personagens da próxima novela das sete da Globo




  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página