Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/10/2003 - 13h53

"Cena Aberta", da Globo, estréia com "A Hora da Estrela"

Publicidade

da Folha Online

Começaram no Rio as gravações de "Cena Aberta", programa composto por cinco episódios, cada um baseado em um texto da literatura mundial. A narrativa de cada história é feita por meio de cenas de ficção e documentais, que se intercalam e ajudam a contar a trama.

Dirigido por Guel Arraes, o programa é resultado de um projeto desenvolvido pelo próprio Arraes, Jorge Furtado e Regina Casé. Regina faz o papel de apresentadora, entrevistadora, diretora e atriz do programa.

O programa, realizado em uma co-produção entre TV Globo e a Casa de Cinema de Porto Alegre, produtora gaúcha da qual Jorge Furtado é um dos sócios, tem previsão de estréia para novembro deste ano.

O primeiro episódio, baseado em "A Hora da Estrela", de Clarice Lispector, conta a história de Macabéa, uma moça de 19 anos, alagoana, tímida e com uma visão de mundo muito particular. Ela conhece Olímpico de Jesus (Wagner Moura) e eles começam a namorar. Macabéa apresenta Olímpico à Glória, sua amiga de trabalho (interpretada por Regina Casé) e ele termina trocando Macabéa por Glória.

Nesse meio tempo, Macabéa procura uma vidente, madame Carlota (também vivida por Regina Casé), que prevê que ela vai se casar com um estrangeiro e mudar de vida. Macabéa sai da consulta muito feliz, vivendo sua hora de estrela, mas, ao atravessar a rua, é atropelada e morre.

Macabéa é vivida, ao longo do episódio, por sete mulheres, que estão, na verdade, fazendo teste para o papel: as faxineiras Adaléia de Jesus Costa e Rosineide Marinho Cabral, as donas-de-casa Roberta Kátia da Silva, Ana Lúcia Alves Bezerra e Ana Célia Barbosa, e as atrizes Michelle Cabral e Ana Paula Bouzas.

Os episódios que se seguem são "Negro Bonifácio", do autor gaúcho Simões Lopes Neto, "As Três Palavras Divinas", de Leon Tolstói, "Pigmalião", de Bernard Shaw, e "Folhetim", baseado em "A Ópera do Sabão", de Marcos Rey.

Jorge Furtado, que assina o roteiro do programa com Guel Arraes, escolheu histórias que pudessem ser contadas em poucas cenas ficcionais.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página